sicnot

Perfil

Cultura

Relação de Sapo Cocas e Miss Piggy chega ao fim

O Sapo Cocas e a Miss Piggy anunciaram o fim da relação. A notícia é conhecida um mês antes da estreia da nova série dos Marretas na ABC.

© Reuters Photographer / Reuter

Num comunicado no Facebook, as duas personagens informaram: "Depois de refletirmos, de ponderarmos e brigarmos, decidimos terminar o nosso relacionamento romântico. Vamos continuar a trabalhar juntos na televisão e em todos os meios de comunicação conhecidos. No entanto, as nossas vidas pessoais são distintas e nós vamos estar com outras pessoas, porcos, sapos, etc. Este é o nosso único comentário sobre este assunto privado… a menos que ganhemos a oferta certa. Obrigado pela compreensão".

Segundo a TIME os dois apareceram juntos no painel da Associação de Críticos de Televisão esta terça-feira e o Sapo Cocas revelou que a sua nova namorada trabalha no departamento de marketing da ABC.

  • Sismo registado esta manhã na região de Lisboa

    País

    Um sismo foi sentido esta manhã na região da Grande Lisboa. O abalo foi registado às 7h44, com epicentro em Sobral de Monte Agraço e magnitude de 4.3, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

    Em atualização

  • GNR resgata 45 sírios no mar Egeu
    2:28

    Crise Migratória na Europa

    A Guarda Nacional Republicana já resgatou quase 300 migrantes no mar Egeu, ao largo da Grécia, desde o início de maio. Esta quarta-feira de madrugada, os militares salvaram 45 sírios que tentavam chegar à Grécia numa embarcação de borracha.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.