sicnot

Perfil

Cultura

Supertramp cancelam digressão europeia que ia começar em Portugal

A banda Supertramp cancelou a digressão "Supertramp Forever", que se iniciaria em novembro, em Portugal, devido a "doença do membro fundador, Rick Davies", anunciou hoje a promotora portuguesa Everything is New.

© Reuters Photographer / Reuter

Em comunicado, a promotora portuguesa "lamenta o transtorno causado aos espetadores" e informa que "a devolução do valor dos bilhetes poderá ser efetuada nos respetivos locais de compra, a partir da próxima sexta-feira, e até 30 dias após a data prevista para os concertos".

A banda Supertramp tinha previsto abrir em Portugal, em novembro, a nova digressão europeia, "Supertramp Forever Tour", com dois espetáculos: no dia 03, no Pavilhão Multiusos, em Gondomar, e, no dia seguinte, 04 de novembro, em Lisboa, na Meo Arena.

Cancelados estão também os concertos previstos para França, Alemanha, Áustria, Suíça, Espanha, Itália, Bélgica, Holanda, Luxemburgo e Inglaterra, onde terminaria a digressão.

Em palco, a acompanhar o vocalista, teclista e fundador dos Supertramp, Rick Davies, estariam John Anthony Helliwell (sopros), Bob Siebenberg (bateria), Jesse Siebenberg (vocais, guitarra e precursão), Cliff Hugo (baixo), Carl Verheyen (guitarra), Lee Thornburg (trombone, trompete, teclado e vocais), Gabe Dixon (voz e teclado), Cassie Miller (voz) e ainda o multi-instrumentista Mark Hart, que regressou à formação dos Supertramp.

A banda britânica começou a tocar em 1969, com o nome Daddy, designação que, no ano seguinte, mudou para Supertramp, tendo assinado onze álbuns, entre os quais "Breakfast in America".

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.