sicnot

Perfil

Cultura

Português DJ Ride selecionado para competição mundial no Japão

O músico produtor português DJ Ride, campeão mundial de "scratch" em 2011, foi selecionado para a final do campeonato de DJ "Red Bull Thre3style", que decorrerá em setembro em Tóquio, no Japão, anunciou a organização.

DJ Ride é o nome artístico do músico e produtor Oliveiros Tomás Oliveira, um dos mais elogiados e respeitados nomes do universo hip hop português. (Arquivo)

DJ Ride é o nome artístico do músico e produtor Oliveiros Tomás Oliveira, um dos mais elogiados e respeitados nomes do universo hip hop português. (Arquivo)

Stanislaw Rozpedzik / Lusa

"É o campeonato mais importante para os DJ de música urbana, o que tem mais visibilidade e é um sonho, é a primeira vez que vou ao Japão, onde estão muitos nomes que admiro", afirmou o DJ à agência Lusa.

O "Red Bull Thre3style", que vai na sexta edição, distingue o DJ que demonstre as melhores capacidades técnicas na manipulação do gira-discos e mesa de mistura e que ao mesmo tempo consiga por uma plateia a dançar.

DJ Ride, de 30 anos, há 12 a praticar "scratch" (movimentar com as mãos um disco de vinil num gira-discos e ao mesmo tempo manipular a mesa de mistura), concorreu a um lugar neste campeonato com um vídeo de cinco minutos, feito em casa, no qual demonstra o que pode fazer musicalmente com aquele equipamento.

Foi a terceira vez que DJ Ride concorreu a uma espécie de semi-final do campeonato, aberta a países que não participam habitualmente nas fases de apuramento para a final, como é o caso de Portugal.

"Eu mandei o vídeo, mas sinceramente nem tinha muita expetativa desta vez. Mandei uma coisa mais técnica, fiz em quatro dias na sala de minha casa que está também transformada em espaço de trabalho", descreveu o músico.

DJ Ride é o nome artístico do músico e produtor Oliveiros Tomás Oliveira, um dos mais elogiados e respeitados nomes do universo hip hop português.

Detém uma mão cheia de distinções em competições, uma delas a de campeão mundial de "scratch", obtida em 2011 na Polónia juntamente com Stereossauro na dupla Beatbombers.

Com uma agenda preenchida com atuações, tanto no inverno como no verão - na quinta-feira atuou nos Açores, no sábado estará no festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar -, o restante tempo é dedicado ao treino e ao trabalho de estúdio.

"Já fiz treinos de oito horas seguidas, mas há dias em que faço duas ou três. É como tocar um outro instrumento, é preciso trabalho", disse o DJ que se define como um músico experimental que tentar contar uma história com um "set".

Em setembro, DJ Ride nem sabe bem ainda em que consiste o prémio do "Red Bull Thre3style", mas o principal é visibilidade. Sabe que terá cerca de 15 minutos para mostrar o que vale e que possivelmente vai incluir música portuguesa.

"Ganhar é secundário. O maior prémio é poder mostrar o que faço. Ando nisto há doze anos e um dos objetivos é tocar lá fora", afirmou.

Na escolha de DJ Ride para o campeonato em setembro no Japão, o produtor Skratch Bastid, do júri, elogiou, por exemplo, o "equilíbro entre a técnica e a musicalidade" demonstrado pelo português, lê-se na página oficial do campeonato.

Em Tóquio, DJ Ride irá disputar o título com DJ dos Estados Unidos, Japão, Canadá, Alemanha, Brasil, Chile, Suíça, Filipinas, Polóniia, Albânia, Kossovo, Azerbeijão, Tailândia, Coreia do Sul, Taiwan e Letónia.

Entre os discos já editados, DJ Ride conta, em nome próprio, com registos como "Turntable food", "Beat journey" e "Life in loops".

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.