sicnot

Perfil

Cultura

Festival de cinema português em Berlim vai homenagear Manoel de Oliveira

"Um Amor Português" é o tema da segunda edição da mostra Cinemagosto, que decorre entre hoje e domingo, em Berlim, com a apresentação de dez filmes portugueses, legendados em inglês, e uma homenagem a Manoel de Oliveira.

Manoel de Oliveira. (Arquivo)

Manoel de Oliveira. (Arquivo)

© Handout . / Reuters

A temática do festival, que inclui filmes de ficção, animação e documentário, surgiu porque "existe em Portugal um conjunto de títulos interessantes relativos ao amor trágico e desesperado", explica a programadora da mostra, Anabela Moutinho, acrescentando que "o amor trágico tem a ver com a cultura portuguesa".

O programa da mostra de cinema oferece, na sessão de abertura, "Esquece Tudo o Que te Disse", de António Ferreira, e conta com a presença do diretor de fotografia, Marcus Lenz.

O festival, a decorrer nas salas do Hackesche Hoefe Kino, em Berlim, inclui ainda a exibição de "A Noite", o filme de estreia de Regina Pessoa, "Fleurette", obra biográfica de Sérgio Tréfaut, e "Alice", de Marco Martins, um dos filmes mais vistos do cinema português.

"A Vingança de uma Mulher" de Rita Azevedo Gomes, "O Milagre segundo Salomé",de Mário Barroso, "Estória do Gato e da Lua",de Pedro Serrazina, e "Outras cartas ou o amor inventado", de Leonor Noivo, também fazem parte do programa da mostra.

O documentário de Joaquim Pinto "E Agora? Lembra-me", distinguido em diferentes festivais internacionais, e "Vale Abraão" de Manoel de Oliveira, completam a programação.

O realizador Manoel de Oliveira, falecido em Abril, será homenageado com um filme "consensual e que cai muito bem na temática [do festival], já que Oliveira tem tantos filmes assombrosos sobre 'amores frustrados'", elogia a programadora de cinema, entrevistada em Berlim.

Anabela Moutinho refere que o festival é uma forma de divulgar o cinema português no estrangeiro, para que o público alemão possa "tomar contacto com algumas obras que têm inegável qualidade artística" e com a identidade dos portugueses, já que "há um lado de meditação e de contemplação que faz parte da identidade portuguesa que está completamente transposta naquilo que é o cinema nacional", explica.

Além dos espectadores berlinenses, Anabela Moutinho espera que, para os portugueses a viver em Berlim, "ir a uma sala de cinema e ver um filme falado em português, seja uma maneira muito eficaz de combater as saudades da terra".

A organização do evento, a cargo de Anabela Moutinho, Hannes Reiss e Helena Araújo, preparou ainda, além do festival de cinema, uma exposição de fotografia de Maria Leonardo, a decorrer até 24 de setembro no Hotel Pestana Tiergarten Berlin, um ponto de venda de DVDs e uma mostra gastronómica.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.