sicnot

Perfil

Cultura

"As Mil e uma Noites: O Desolado" candidato a uma nomeação para os Óscares

O filme "As Mil e Uma Noites, Volume 2: O Desolado", do realizador Miguel Gomes, é o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de melhor filme estrangeiro, anunciou hoje a Academia Portuguesa de Cinema.

O som e a fúria

De acordo com um comunicado da Academia Portuguesa das Artes e Ciências Cinematográficas, aquele filme da trilogia de Miguel Gomes foi escolhido para representar Portugal na categoria de Melhor Filme Estrangeiro nos Óscares da Academia Americana de Cinema.

O Volume 2 conta com as interpretações dos atores Joana de Verona, Teresa Madruga, Gonçalo Waddington, Crista Alfaiate, João Pedro Bénard, Xico Xapas e Luísa Cruz nos papéis principais.

Este filme integra uma trilogia baseada no conto persa "As Mil e Uma Noites", no qual a rainha Xerazade entretém o rei com histórias fantásticas para preservar a própria vida.

"As histórias contadas são sobre um país socialmente desesperado onde predomina o descontentamento. Esse país é Portugal", sublinha o comunicado da Academia sobre o filme.

O júri da Academia que selecionou o filme foi composto por Paulo Trancoso (produtor), Lauro António (realizador), André Szankowski (diretor de fotografia), Pedro Melo (diretor de som) e Miguel Monteiro (ator).

A estreia da longa-metragem de Miguel Gomes "As Mil e Uma Noites, Volume 2: O Desolado", está marcada em Portugal para o dia 24 de setembro.

O primeiro volume de "As mil e uma noites", intitulado "O Inquieto", estreou em Portugal no final de agosto, e somou 3.756 espetadores no fim de semana de estreia.

A 88ª gala de entrega dos Óscares está agendada para o dia 28 de fevereiro de 2016 em Los Angeles, na Califórnia.

Nascido em Lisboa, em 1972, Miguel Gomes concretizou a trilogia "As mil e uma noites" três anos depois de ter sido distinguido no Festival de Cinema de Berlim com os prémios da Inovação e da Crítica pelo filme "Tabu".

Depois disso estreou, no Festival de Veneza, em 2013, a curta-metragem "Redemption", inspirada em personagens da atualidade - os políticos Pedro Passos Coelho, Angela Merkel, Nicolas Sarkozy e Sílvio Berlusconi.

É autor de várias curtas-metragens e das longas-metragens "A cara que mereces" (2004) e "Aquele querido mês de agosto" (2008).

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.