sicnot

Perfil

Cultura

Teatro Nacional D.Maria II dá "Entrada Livre" ao público de sexta a domingo

O Teatro Nacional D. Maria II (TNDM), em Lisboa, vai dar "Entrada Livre" ao público entre sexta-feira e domingo, com bilhetes gratuitos e uma programação de exposições, música, leituras e concertos.

(DR)

(DR)

Esta iniciativa, segundo o Teatro Nacional, visa celebrar o início da temporada 2015/16 com o novo projeto liderado por Tiago Rodrigues, encenador e autor que assumiu este ano a direção artística em conjunto com Miguel Honrado como presidente do Conselho de Administração.

Nesses dias está prevista a apresentação de quatro espetáculos em estreia absoluta nas salas Estúdio e Garrett, assim como teatro para a infância, exposições, lançamentos de livros e uma homenagem à atriz Eunice Muñoz, de 86 anos.

Em redor do teatro haverá ainda concertos de músicos e DJs, a primeira edição da Feira do Livro de Teatro, leituras encenadas e, em colaboração com o Festival Todos, o regresso do Teatro das Compras, com uma série de espetáculos apresentados em lojas históricas do centro de Lisboa.

Na sexta-feira é apresentada a peça "Ifigénia", às 21:00, no sábado "Agamémnon", às 21:00, e "Electra" no domingo, às 16:00, todas em estreia absoluta e criadas por Tiago Rodrigues.

Com esta iniciativa, integrada no programa Lisboa na Rua, promovido pela Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), o teatro pretende criar "um momento simbólico de abertura ao público, aos artistas, à cidade e ao país".

A entrada nos espetáculos é feita mediante levantamento de bilhetes na bilheteira do D. Maria II, a partir das 13:00, para as sessões do próprio dia, com limite de dois bilhetes por pessoa, para uma atividade à escolha, sujeito à lotação disponível.

Lusa

  • A homenagem a Mário Soares no congresso do PS
    2:30
  • Costa defende legalização da eutanásia como forma de "alargar a liberdade"
    0:42
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC