sicnot

Perfil

Cultura

Mozart e Verdi no concerto de abertura da temporada lírica do São Carlos

O concerto de abertura da Temporada lírica 2015/2016 do Teatro Nacional de São Carlos, dirigido por Joana Carneiro, realiza-se na sexta-feira, com excertos de óperas de Mozart e Verdi, entre outros compositores.

(berkeleysymphony.org)

(berkeleysymphony.org)

De acordo com a programação, nesse dia, a partir das 21:00, estarão em palco a soprano Susana Gaspar e a meio-soprano Cátia Mores, acompanhadas pela Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) e o coro do Teatro São Carlos.

Serão interpretadas árias, coros e aberturas de óperas de Wolfgang A. Mozart, Léo Delibes, Giuseppe Verdi, Pietro Mascagni, Giacomo Puccini e Georges Bizet.

"La Bohéme" e "Madame Butterfly", de Puccini, "Il Trovatore" e "Nabucco", de Verdi, "Carmen", de Bizet, "Le Nozze di Figaro", de Mozart, "Cavalleria Rusticana", de Mascani, "Lakmé", de Delibes, são algumas das peças previstas no programa.

Nesta temporada, o São Carlos vai apresentar duas produções líricas próprias - a ópera "Dialogues des Carmélites", de Poulenc, encenada por Luís Miguel Cintra, e "Iphigénie en Tauride", de Gluck, com encenação de David Bates - e a estreia de "Canto da Europa", de Nuno Maló, com libreto de Jacinto Lucas Pires.

Na programação sinfónica estreiam-se duas peças de compositores portugueses, uma de Pedro Faria Gomes, ainda sem título, no concerto de 14 de fevereiro de 2016, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, e "Incipit", de Luís Tinoco, que é tocada, também no CCB, no dia 15 de maio.

A programação lírica, que envolve seis dramas, o "Canto da Europa", o Requiem de Verdi e perto de 30 récitas, inclui "Madame Butterfly", de Puccini, sob a direção musical de Domenico Longo e encenação de Tim Albery, numa produção da Opera North, de Inglaterra.

A temporada sinfónica abre no dia 27 de setembro, no grande auditório do CCB, com Joana Carneiro a dirigir a Sinfonia n.º 7 em mi menor, de Mahler.

A OSP atuará várias vezes no CCB, também no Nacional D. Maria II, em Lisboa, na apresentação de "Canto da Europa", em janeiro do próximo ano, e na Casa da Música, no Porto, em maio.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.