sicnot

Perfil

Cultura

Sons da Lusofonia cria Prémio de Composição Bernardo Sassetti

A associação Sons da Lusofonia criou o Prémio de Composição Bernardo Sassetti para incentivar a criação musical de jovens músicos na área do jazz e para homenagear aquele autor, que morreu em 2012, revelou à Lusa Carlos Martins.

LUSA (Arquivo)

O prémio destina-se a músicos portugueses com menos de 30 anos e não é monetário, pelo que o vencedor terá direito a gravar os temas inéditos apresentados a concurso e a estreá-los ao vivo em março de 2016 na Festa do Jazz, em Lisboa.

As candidaturas abriram na terça-feira e terminam a 20 de novembro. O júri, composto por Carlos Martins, Carlos Azevedo e Sara Serpa, anunciará o vencedor do prémio a 01 de dezembro.

O Prémio de Composição Bernardo Sassetti é uma iniciativa do projeto Portugal em Jazz, criado no âmbito da associação Sons da Lusofonia e apoiado pela Direção-Geral das Artes.

"O objetivo [do Portugal em Jazz] é desenvolver uma rede de comunicação entre músicos e agentes ligados à música improvisada. Já organizamos a Festa do Jazz e queremos agora premiar gente nova na área da composição. Este prémio, em sintonia com a [associação] Casa Bernardo Sassetti, quer promover a memória e as obras do Bernardo", disse Carlos Martins.

De acordo com o saxofonista e diretor artístico, o prémio surge numa altura em que têm aparecido mais grupos e discos de músicos portugueses na área do jazz, concordando que tem sido um período fértil para a criação artística.

Além da Festa do Jazz e da criação do prémio, a plataforma Portugal em Jazz contará ainda com uma componente de formação para alunos, em áreas como produção e comunicação, e encontros regionais com escolas de jazz e música improvisada.

O regulamento sobre o prémio está disponível na página da plataforma www.portugalemjazz.pt.

Bernardo Sassetti, que morreu a 10 de maio de 2012 aos 41 anos, era considerado um dos mais criativos pianistas da sua geração, para lá das fronteiras do jazz, e que vivia inquieto em torno da música e da imagem.

Iniciou-se no jazz no final da adolescência, quando começou a tocar com Carlos Martins e com o Moreiras Quartet, mas o percurso foi transversal na música portuguesa, tendo trabalhado com músicos do fado, do pop rock, do hip hop.

Em setembro de 2012, meses depois da morte, a família fundou a Casa Bernardo Sassetti, com o objetivo de promover a obra do autor "enquanto compositor, enquanto músico e também na área da imagem, enquanto realizador, pintor e fotógrafo".

Atualmente, a Casa Bernardo Sassetti tem em mãos a inventariação e catalogação do espólio deixado pelo músico.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.