sicnot

Perfil

Cultura

Escultura de Anish Kapoor vandalizada em Versalhes coberta com folhas de ouro

Galeria de fotos

A escultura do artista britânico de origem indiana Anish Kapoor, instalada no parque do Palácio de Versalhes, foi vandalizada três vezes com inscrições antissemitas, desde que foi instalada em junho. O autor decidiu agora cobrir as inscrições em parte com folhas de ouro, de modo a não remover as frases.

Francois Mori/AP

Bertrand Combaldieu/AP

Francois Mori/AP

Francois Mori/AP

Francois Mori

Bertrand Combaldieu

© Charles Platiau / Reuters

A escultura, com 60 metros de comprimento, feita em aço, pesando várias toneladas, causou polémica logo na inauguração a 9 de junho. Intitulada "Dirty Corner" ["Canto Sujo"], tem sido apelidada "Vagina da Rainha", dadas as conotações sexuais evidentes.

"Rainha sacrificada, duas vezes ultrajada", "SS Sacrifício Sangrento" e "Cristo é rei em Versalhes" são alguns exemplos das frases escritas.

Na segunda vandalização, Anish Kapoor disse não querer que as inscrições fossem retiradas: "Da primeira vez até achei que tinha sido bom porque a obra foi toda limpa, mas agora acho que devem ficar as inscrições porque acabam por fazer parte da minha obra".

No entanto, após a terceira vandalização, o Tribunal Administrativo ordenou que o Palácio de Versalhes retirasse da vista do público as mensagens antisemitas. A obra foi coberta por um pano negro.

Kapoor decidiu então que as inscrições seriam cobertas com folhas de ouro, mas não totalmente, de forma a que se vejam que existem porque "estas palavras infames" já fazem parte da obra, afirmou o artista no início desta semana.

Em comunicado, o Presidente francês François Hollande repudiou "firmemente" a degradação de que a obra foi alvo, manifestando solidariedade para com o artista, defendendo a liberdade de expressão "nos lugares mais prestigiados do património de França".

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59