sicnot

Perfil

Cultura

Escultura de Anish Kapoor vandalizada em Versalhes coberta com folhas de ouro

Galeria de fotos

A escultura do artista britânico de origem indiana Anish Kapoor, instalada no parque do Palácio de Versalhes, foi vandalizada três vezes com inscrições antissemitas, desde que foi instalada em junho. O autor decidiu agora cobrir as inscrições em parte com folhas de ouro, de modo a não remover as frases.

Francois Mori/AP

Bertrand Combaldieu/AP

Francois Mori/AP

Francois Mori/AP

Francois Mori

Bertrand Combaldieu

© Charles Platiau / Reuters

A escultura, com 60 metros de comprimento, feita em aço, pesando várias toneladas, causou polémica logo na inauguração a 9 de junho. Intitulada "Dirty Corner" ["Canto Sujo"], tem sido apelidada "Vagina da Rainha", dadas as conotações sexuais evidentes.

"Rainha sacrificada, duas vezes ultrajada", "SS Sacrifício Sangrento" e "Cristo é rei em Versalhes" são alguns exemplos das frases escritas.

Na segunda vandalização, Anish Kapoor disse não querer que as inscrições fossem retiradas: "Da primeira vez até achei que tinha sido bom porque a obra foi toda limpa, mas agora acho que devem ficar as inscrições porque acabam por fazer parte da minha obra".

No entanto, após a terceira vandalização, o Tribunal Administrativo ordenou que o Palácio de Versalhes retirasse da vista do público as mensagens antisemitas. A obra foi coberta por um pano negro.

Kapoor decidiu então que as inscrições seriam cobertas com folhas de ouro, mas não totalmente, de forma a que se vejam que existem porque "estas palavras infames" já fazem parte da obra, afirmou o artista no início desta semana.

Em comunicado, o Presidente francês François Hollande repudiou "firmemente" a degradação de que a obra foi alvo, manifestando solidariedade para com o artista, defendendo a liberdade de expressão "nos lugares mais prestigiados do património de França".

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43