sicnot

Perfil

Cultura

Fantasporto do próximo ano já com mais de 550 filmes inscritos

As inscrições de filmes para a 36.ª edição do Festival Internacional de Cinema do Porto Fantasporto terminam no dia 05 de dezembro, mas a organização anunciou hoje já ter recebido 550 entradas.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

Em comunicado, a organização revelou que "neste momento já mais de 400 curtas-metragens e 150 longas estão nas mãos do júri de seleção, admitindo-se desde já um programa suculento para 2016".

O festival vai decorrer de 26 de fevereiro a 05 de março e "apresentará ainda uma estrutura mais consistente com os objetivos a atingir, os quais incorporarão a música como principal área de suporte".

"As secções competitivas, Cinema Fantástico, Semana dos Realizadores, Oriente Express e o Prémio de Cinema Português, isto para além das homenagens e retrospetivas constituirão naturalmente o prato forte de mais esta edição do festival", pode ler-se no comunicado.

Além disso, o festival tem também abertos os concursos para criação do 'spot' e do cartaz oficial, tendo como prazo 05 de dezembro e 15 de novembro, respetivamente.

A edição deste ano do Fantasporto, que terminou a 08 de março, premiou a comédia húngara "Liza, A Fada-Raposa", que venceu a secção oficial de Cinema Fantástico, tendo também sido distinguida com o prémio de melhores efeitos especiais.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.