sicnot

Perfil

Cultura

Lisboa Open House abre portas de 70 espaços da capital no fim de semana

O Lisboa Open House regressa hoje e domingo para abrir as portas de 70 espaços de sete zonas da capital, mais de metade em estreia nesta 4.ª edição da iniciativa da Trienal de Arquitetura.

Francisco Seco

Teatros, igrejas, museus, casas privadas, escolas, palácios e alguns espaços habitualmente fechados ao público, vão estar abertos durante este fim de semana, com visitas livres ou guiadas por especialistas.

Em estreia, este ano, estão, entre outros edifícios visitáveis, o Palacete do Relógio, a Ponte 25 de Abril, apartamentos na avenida Defensores de Chaves, a Galeria do Loreto, um atelier na calçada do Correio Velho, o Pavilhão de Exposições do Instituto Superior de Agronomia e a extensão do Oceanário de Lisboa - Edifício do Mar.

Os Terraços do Carmo, a Direção dos Serviços Documentais e Arquivo da Presidência da República, o Atelier-Museu Júlio Pomar, a Garage Filmes e a Central de Recolha Pneumática de Resíduos Urbanos do Parque das Nações são outros dos 70 espaços em estreia nesta edição.

A iniciativa foi lançada em Londres, em 1992, pela arquiteta e curadora britânica Victoria Thornton, para dar a conhecer espaços de valor arquitetónico e cultural de referência a um público alargado, e já passou por cidades como Oslo, Nova Iorque, Roma, Helsínquia, Praga e Buenos Aires.

Esta quarta edição da Lisboa Open House tem como comissário Fernando Sanchez Salvador e a coordenação de Inês Marques.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42