sicnot

Perfil

Cultura

Dois concertos em Lisboa para apoiar refugiados

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) e o espaço Music Box promovem hoje dois concertos, em Lisboa, para angariação de fundos destinados à Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR).

Na Gulbenkian, o concerto realiza-se no Grande Auditório, a lotação encontra-se esgotada, e o solista, o músico russo Pavel Gomziakov, vai interpretar o Concerto para violoncelo em Dó Maior, de Joseph Haydn, e a 2.ª Suite para violoncelo solo, de Johann Sebastian Bach, no violoncelo Stradivarius Chevillars, com 290 anos, classificado como tesouro nacional.

Este violoncelo é uma das jóias da coroa do espólio do Museu da Música, pertenceu ao rei D. Luís I (1838-1889) e é o único instrumento em Portugal com a assinatura do construtor António Stradivari (1644-1737).

No Music Box realiza-se uma festa solidária de boas vindas aos refugiados, com atuações dos For the Glory, Easyway, Viralata, xGAEAx, Artigo 21, Shape e F.P.M.

A iniciativa conta com a participação de Shahd Wadi, ativista dos direitos humanos e do povo palestiniano e membro do Comité de Solidariedade com a Palestina, e de Rodrigo Rivera, do SOS Racismo.

Estes dois concertos antecipam em uma semana a iniciativa "Portugal solidário", que contempla a realização em simultâneo de dez concertos, em dez cidades portuguesa, com a receita das bilheteiras a reverter, na totalidade, para dois organismos que apoiam refugiados - a PAR e ao Conselho Português para os Refugiados (CPR).

No dia 25, no Porto, dois outros concertos juntam-se ao movimento, com a Casa da Música a mobilizar a orquestra e o coro residente e o Hard Club Porto, a contar com os Blind Zero, Helena Sarmento e Mundo Secreto, para "bomPorto -- concerto pelos refugiados".

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC