sicnot

Perfil

Cultura

Fadista Carla Pires antecipa próximo álbum dia 21 no CCB

A fadista Carla Pires estreia canções do novo disco, a editar em 2016, no concerto de dia 21, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, no âmbito do ciclo "Há fado no cais".

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa (na imagem), Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro. (Arquivo)

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa (na imagem), Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro. (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Carla Pires, com dois álbuns editados em nome próprio - "Ilha do meu fado" (2005) e "Rota das paixões" (2011) -, além de um outro com o Quinteto Amália, prepara o terceiro álbum, que antecipa no CCB.

"Se Lisboa sonhasse", de José Manuel Coelho, e "Noites perdidas", de Carla Pires, Carlos Leitão e Pedro Pinhal, são dois dos novos temas que Carla Pires inclui no alinhamento que vai apresentar, e que faz uma síntese da sua carreira, que conta 350 concertos efetuados em 21 países, segundo dados da sua discográfica.

A Ópera de Graz, na Áustria, a de Gent, na Bélgica, o Queen Elizabeth Hall, em Londres, o Het Concertgebouw, em Amesterdão, o Cirque d'Hiver, em Paris, a Kulturhuset, em Estocolmo, são alguns dos palcos que já pisou, segundo a mesma fonte.

O novo álbum, intitulado "Aqui", a editar no próximo ano, tem como "mote principal Lisboa, embora não se deixe fechar nas fronteiras geográficas da cidade, que é um enorme cais de partida e de chegada de fados e de outras músicas", disse à Lusa fonte da discográfica Ocarina.

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa, Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro, que vai dançar o fado "Aprende o meu coração", de Rosa Lobato de Faria e Mário Pacheco.

São Castro ganhou este ano o Prémio de Melhor Espetáculo de Dança 2014 da Sociedade Portuguesa de Autores, com a coreografia "Play false", de sua autoria, e partilhou o palco com a fadista nas apresentações de "Fado: Ritual e sombras", premiado na Holanda como o melhor espetáculo de dança de 2014, com coreografia de Vasco Wellenkamp.

No CCB, entre outros, Carla Pires vai interpretar, "Trago fado nos sentidos" (Amália Rodrigues/Fontes Rocha), "Voar alto" (Paulo Abreu Lima/Carla Pires), "Cavalo à solta" (Ary dos Santos/Fernando Tordo), "Fado varina" (Ary dos Santos/Moniz Pereira), e "Rota das paixões" (Tiago Torres da Silva/António Neto).

Antes de subir ao palco belenense Carla Pires atua no dia 11 no Cinema São Jorge, no espetáculo solidário "O fado acontece".

Lusa

  • A história de João Ricardo
    10:37
  • Parceiros sociais começam hoje debate sobre salário mínimo

    Economia

    Os parceiros sociais reúnem-se hoje com o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, para iniciarem a discussão sobre a atualização do salário mínimo para o próximo ano, com as centrais sindicais e confederações patronais a assumirem posições divergentes.Em cima da mesa estarão as propostas das centrais sindicais, com a CGTP a exigir 600 euros a partir de janeiro de 2018 e a UGT a reivindicar 585 euros como ponto de partida para a negociação.

  • Os 72 golos de mais uma noite de Liga Europa

    Liga Europa

    Os 16 avos-de-final da Liga Europa começam a ganhar forma. São já 16 as equipas apuradas para a próxima fase da competição, entre elas o Sporting de Braga, que somou mais uma vitória. Em sentido inverso, o Vitória de Guimarães saiu derrotado de Salzburgo e ficou mais longe da qualificação. A 5.ª jornada da fase de grupos jogou-se esta quinta-feira e ao todo marcaram-se 72 golos. Estão todos aqui, para ver ou rever.

  • "No fim, logo se vê" se foram quatro anos de uma legislatura perdida
    1:28

    País

    Pedro Passos Coelho acusa o Governo de perder uma legislatura. O presidente do PSD diz que "no fim, logo se vê" se foram ou não quatro anos de oportunidade perdida para o país. No último Conselho Nacional antes das eleições diretas do partido, Passos acusou o Executivo de perder o rumo e apontou os casos do Infarmed e do aumento do preço da água como exemplos de desorientação.

  • Marcelo apoia novo Mecanismo Europeu de Proteção Civil
    0:44

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa considera o novo Mecanismo de Proteção Civil uma ideia muito boa, que tem todo o apoio do Governo e do Presidente da República. Marcelo apenas lamenta que o modelo não existisse durante os incêndios deste ano.