sicnot

Perfil

Cultura

Fadista Carla Pires antecipa próximo álbum dia 21 no CCB

A fadista Carla Pires estreia canções do novo disco, a editar em 2016, no concerto de dia 21, no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, no âmbito do ciclo "Há fado no cais".

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa (na imagem), Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro. (Arquivo)

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa (na imagem), Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro. (Arquivo)

Francisco Seco / AP

Carla Pires, com dois álbuns editados em nome próprio - "Ilha do meu fado" (2005) e "Rota das paixões" (2011) -, além de um outro com o Quinteto Amália, prepara o terceiro álbum, que antecipa no CCB.

"Se Lisboa sonhasse", de José Manuel Coelho, e "Noites perdidas", de Carla Pires, Carlos Leitão e Pedro Pinhal, são dois dos novos temas que Carla Pires inclui no alinhamento que vai apresentar, e que faz uma síntese da sua carreira, que conta 350 concertos efetuados em 21 países, segundo dados da sua discográfica.

A Ópera de Graz, na Áustria, a de Gent, na Bélgica, o Queen Elizabeth Hall, em Londres, o Het Concertgebouw, em Amesterdão, o Cirque d'Hiver, em Paris, a Kulturhuset, em Estocolmo, são alguns dos palcos que já pisou, segundo a mesma fonte.

O novo álbum, intitulado "Aqui", a editar no próximo ano, tem como "mote principal Lisboa, embora não se deixe fechar nas fronteiras geográficas da cidade, que é um enorme cais de partida e de chegada de fados e de outras músicas", disse à Lusa fonte da discográfica Ocarina.

No CCB, Carla Pires atua acompanhada pelos músicos Guilherme Banza, na guitarra portuguesa, Pedro Pinhal, na viola, Vasco Sousa, na viola baixo e contrabaixo, e, como "convidada especial", a bailarina e coreógrafa São Castro, que vai dançar o fado "Aprende o meu coração", de Rosa Lobato de Faria e Mário Pacheco.

São Castro ganhou este ano o Prémio de Melhor Espetáculo de Dança 2014 da Sociedade Portuguesa de Autores, com a coreografia "Play false", de sua autoria, e partilhou o palco com a fadista nas apresentações de "Fado: Ritual e sombras", premiado na Holanda como o melhor espetáculo de dança de 2014, com coreografia de Vasco Wellenkamp.

No CCB, entre outros, Carla Pires vai interpretar, "Trago fado nos sentidos" (Amália Rodrigues/Fontes Rocha), "Voar alto" (Paulo Abreu Lima/Carla Pires), "Cavalo à solta" (Ary dos Santos/Fernando Tordo), "Fado varina" (Ary dos Santos/Moniz Pereira), e "Rota das paixões" (Tiago Torres da Silva/António Neto).

Antes de subir ao palco belenense Carla Pires atua no dia 11 no Cinema São Jorge, no espetáculo solidário "O fado acontece".

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.