sicnot

Perfil

Cultura

Japão vai estrear primeiro filme coprotagonizado por uma atriz andróide

O filme japonês "Sayonara", o primeiro coprotagonizado por uma atriz androide, vai chegar aos cinemas japoneses no dia 21, depois da sua estreia internacional durante o 28.º Festival de Cinema da capital japonesa.

tiff-jp.net

O filme é um projeto conjunto do realizador japonês Koji Fukada ("Hospitalidade"), o dramaturgo Oriza Hirata e o professor e engenheiro Hiroshi Ishiguro, líder do Laboratório de Telecomunicações Avançadas do Japão, que é conhecido pelos seus desenhos de robôs com aspeto humano.

"Sayonara" ("Adeus", em japonês) relata a relação entre Leona, uma robô humanoide, e Tania, uma mulher que ficou gravemente doente depois de ter sido afetada pelas radiações resultantes de um acidente nuclear não especificado.

O filme é uma adaptação de uma obra de teatro do citado autor japonês e a "primeira película protagonizada por uma casal formado por um humano e um androide", segundo o Festival Internacional de Cinema de Tóquio (TIFF), onde decorreu a estreia no fim de semana passado.

O robô protagonista é capaz de falar e de reproduzir expressões humanas no seu rosto, mas não consegue andar, pelo que aparece no filme numa cadeira de rodas.

O seu corpo está construído com um esqueleto metálico articulado e coberto por borracha e silicone de aspeto selhante à pele e durante a rodagem foi operado por controlo remoto.

O androide é um modelo "Geminoid-F", desenvolvido por Ishiguro, que desde 2005 desenhou e construiu várias gerações de autómatas de aspeto humano e capazes de interagir com pessoas, incluindo um clone robótico de si próprio.

O trabalho de Ishiguro foi reconhecido este ano com o Prémio Nacional de Ciência e Tecnologia, do Ministério nipónico de Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, e alguns dos seus autómatos estão em exibição no Museu da Ciência Emergente e a Inovação (Miraikan) de Tóquio.

  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

    Em atualização

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Macron e Le Pen em troca de acusações
    2:16

    Eleições França 2017

    A campanha eleitoral para a segunda volta em França ficou esta quarta-feira marcada por uma troca de acusações entre os dois candidatos. De visita a uma fábrica em risco de encerramento, Le Pen prometeu que se for eleita salvará os 300 postos de trabalho. Emmanuel Macron acusou a candidata da extrema-direita de aproveitamento político.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.