sicnot

Perfil

Cultura

Morreu Melissa Mathison, guionista do filme "ET"

Melissa Mathison, guionista do clássico do cinema da década de 1980 "E.T. - O Extraterrestre", e que esteve casada durante 21 anos com o ator Harrison Ford, morreu vítima de cancro, informou a família.

Neshan H. Naltchayan

A reconhecida guionista, que foi nomeada para os Óscares por "E.T. -- O Extraterrestre", morreu em casa, em Los Angeles, aos 65 anos, depois de uma carreira no mundo do cinema que começou nos anos 1970 como ajudante nas rodagens das obras de Francis Ford Coppola "O Padrinho: Parte II" e "Apocalypse Now".

Foi durante a rodagem do filme de Coppola que Mathison e Ford iniciaram um relação amorosa que durou até 2004, quando o casal se separou num dos divórcios mais caros da história de Hollywood. O casal teve dois filhos.

"A Melissa tinha um coração que brilhava com a generosidade e o amor que queimava de forma luminosa como o coração que ela deu a 'E.T.'", disse em comunicado Steven Spielberg, que em 1982 dirigiu o filme.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.