sicnot

Perfil

Cultura

The Gift fecham celebração dos 20 anos com um livro, um álbum e dois concertos

Os portugueses The Gift estão a terminar a celebração dos 20 anos de carreira, com uma biografia, uma dupla coletânea e dois concertos em dezembro, mas já de olhos postos no próximo álbum, que vai contar com Brian Eno.

"Estamos a celebrar um legado, uma história, uma identidade, uma obra. Não queremos adormecer na almofada dos grandiosos discos editados, mas é uma prova de vigor e rigor da banda", disse à agência Lusa o músico Nuno Gonçalves, um dos elementos dos The Gift.

O grupo tem andado há um ano a assinar duas décadas de vida, desde a formação em Alcobaça, em 1994. Fizeram mais de 40 concertos com alinhamento de celebração, aos quais se juntarão duas datas que Nuno Gonçalves disse serem especiais: a 12 de dezembro atuam no Multiusos de Guimarães e, a 14 de dezembro, no Meo Arena, em Lisboa.

Na sexta-feira sairá a dupla coletânea "20", com 24 canções que atravessam toda a discografia. "A carreira dos Gift não é feita de singles, mas de músicas intensas e intemporais. É um alinhamento versátil que permite perceber qual a identidade dos Gift", sublinhou Nuno Gonçalves.

Na mesma altura será também publicado o livro "The Gift 20", do jornalista Nuno Galopim, que traça o percurso da banda, a partir de entrevistas feitas aos seus quatro elementos.

"Sempre disse que não podia ser um livro promocional. Uma banda como vinte anos tem os seus lados mais obscuros; não é só flores, há também espinhos e não temos vergonha de assumir isso", referiu o músico.

É no livro que o público ficará a saber mais sobre o próximo álbum de originais dos The Gift, que já está terminado e deverá sair em 2016.

Nuno Gonçalves explicou que foi gravado ao longo dos últimos dois anos, em Espanha, foi concluído em Alcobaça e contou com uma "parceria artística", na produção e na escrita de canções, entre a banda e o músico e produtor britânico Brian Eno.

"É o melhor produtor de todos os tempos, basta ver o que fez com os Talking Heads, com os U2, com os Coldplay. Com a participação dele, não se pode esperar um disco normal dos Gift", disse.

Por agora, a banda está focada na celebração dos 20 anos, que Nuno Gonçalves disse terem sido de desbravar caminho na música portuguesa. Os The Gift foram "a primeira banda portuguesa cem por cento 'do it youself' [faça você mesmo], com as mãos assentes nas rédeas da banda".

"O caminho foi difícil, mas o mais importante é que foi traçado com o público. Sem ele, não fazia sentido fazer discos, sem ele não fazia sentido fazer concertos", afirmou Nuno Gonçalves.

Compõem The Gift os irmãos Nuno e John Gonçalves, Sónia Tavares e Miguel Ribeiro. Da discografia fazem parte a maquete "Digital Atmosphere" (1997) e os álbuns "Vinyl" (1998), "Film" (2001), "AM-FM" (2004), "Explode" (2011) e "Primavera" (2012).

Atualmente os quatro elementos do grupo vivem entre Portugal, Espanha e o Brasil. Para Nuno Gonçalves, essa dispersão internacional foi o melhor que aconteceu à banda, porque permitiu entrar muito mais mundo nos The Gift.

Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.