sicnot

Perfil

Cultura

Carta manuscrita assinada por Eça de Queiroz vai a leilão em Lisboa

Uma carta manuscrita e assinada pelo escritor Eça de Queiroz (1845-1900) vai ser apresentada em Lisboa, num leilão 'online', entre sábado e 26 de novembro, organizado pelo Palácio do Correio Velho.

A carta e um manuscrito original, de um fragmento de uma primeira fase do livro "Primo Basílio", ambos com base de licitação de 400 euros, fazem parte os 600 lotes do leilão da biblioteca do médico e cientista Lopo Cancella de Abreu, segundo a leiloeira.

A biblioteca, que agora vai a leilão, tem como principais núcleos temáticos livros sobre Direito e Legislação dos séculos XVI ao XIX, contendo as clássicas e principais obras dos grandes legisladores portugueses dos séculos XVII e XVIII.

Também reúne obras da literatura portuguesa, sobretudo com livros de Eça de Queiroz e algumas raras peças de memorabilia sobre o autor de "Os Maias", além de uma colecção de livros de arte portuguesa e estrangeira.

Médico e cientista português nascido na Guarda, em 1913, e falecido na Parede, em 1990, Cancella de Abreu foi doutorado em Medicina pela Universidade de Lisboa, tendo-se depois especializado em pneumotisiologia em Roma.

Considerado internacionalmente como um grande especialista em tuberculose, fundou a Clínica Hélio - Marítima, na Parede, foi deputado à Assembleia Nacional e Ministro da Saúde e Assistência no primeiro governo de Marcello Caetano, de 1968 a 1970.

Em 1970, foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e foi-lhe conferido o grau de comendador em 1984.

A exposição dos livros vai estar patente ao público no Palácio do Correio Velho, em Lisboa, na sexta-feira, das 10:00 às 13:30, e das 14:30 às 19:00, repetindo-se nos dias 23, 24, 25 e 26, no mesmo horário, para o público manusear e consultar os livros desta biblioteca.

Lusa

  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC