sicnot

Perfil

Cultura

Joana Vasconcelos diz que novo ministro vem dar peso político à cultura

A artista Joana Vasconcelos congratulou-se hoje com a escolha de João Soares para novo ministro da Cultura do governo de António Costa, afirmando que este vem "dar peso político" ao setor.

(arquivo)

(arquivo)

EPA

"Estou muito entusiasmada, porque João Soares é uma pessoa que conjuga duas qualidades ótimas para ministro da Cultura: é um homem de Cultura e é um homem com peso politico", disse Joana Vasconcelos à agência Lusa, à margem da apresentação da sua obra "Strangers in the Night" no Museu Thyssen, em Madrid.

Para a artista portuguesa, a Cultura em Portugal "estava a precisar de peso político e de ter alguém com uma voz forte que possa intervir em nome da Cultura, de forma efectiva no Conselho de Ministros".

"Estou muito contente que, primeiro, haja ministro e, depois, que seja um ministro com Cultura e peso político", reiterou.

João Soares, de 66 anos, está nomeado para a pasta da Cultura do XXI Governo Constitucional, sendo a primeira vez que assume funções governativas, depois de ter sido vereador e presidente da Câmara de Lisboa, entre outras funções, como as de eurodeputado, de 1994 a 1995, e membro do Conselho de Estado, de 1999 a 2002.

Militante do PS e filho do "histórico" socialista Mário Soares, João Soares foi vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, entre 1990 e 1995, presidindo à autarquia até 2002.

No Governo da coligação PSD/CDS, saído das eleições de 2011, a pasta da Cultura esteve entregue a uma secretaria de Estado.

Lusa

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.