sicnot

Perfil

Cultura

Joana Vasconcelos diz que novo ministro vem dar peso político à cultura

A artista Joana Vasconcelos congratulou-se hoje com a escolha de João Soares para novo ministro da Cultura do governo de António Costa, afirmando que este vem "dar peso político" ao setor.

(arquivo)

(arquivo)

EPA

"Estou muito entusiasmada, porque João Soares é uma pessoa que conjuga duas qualidades ótimas para ministro da Cultura: é um homem de Cultura e é um homem com peso politico", disse Joana Vasconcelos à agência Lusa, à margem da apresentação da sua obra "Strangers in the Night" no Museu Thyssen, em Madrid.

Para a artista portuguesa, a Cultura em Portugal "estava a precisar de peso político e de ter alguém com uma voz forte que possa intervir em nome da Cultura, de forma efectiva no Conselho de Ministros".

"Estou muito contente que, primeiro, haja ministro e, depois, que seja um ministro com Cultura e peso político", reiterou.

João Soares, de 66 anos, está nomeado para a pasta da Cultura do XXI Governo Constitucional, sendo a primeira vez que assume funções governativas, depois de ter sido vereador e presidente da Câmara de Lisboa, entre outras funções, como as de eurodeputado, de 1994 a 1995, e membro do Conselho de Estado, de 1999 a 2002.

Militante do PS e filho do "histórico" socialista Mário Soares, João Soares foi vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, entre 1990 e 1995, presidindo à autarquia até 2002.

No Governo da coligação PSD/CDS, saído das eleições de 2011, a pasta da Cultura esteve entregue a uma secretaria de Estado.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.