sicnot

Perfil

Cultura

Joana Vasconcelos "honrada" e "orgulhosa" por expor no Museu Thyssen

A artista portuguesa Joana Vasconcelos considerou hoje que é uma "honra" poder estar exposta no Museu Thyssen, em Madrid, um dos mais importantes do Mundo, e que quinta-feira mostra a sua peça "Strangers in The Night".

© Hugo Correia / Reuters

"É um momento importante, porque, apesar de já ter feito muitas exposições em Espanha - de ter começado toda a minha carreira aqui, numa galeria espanhola e com um grupo de artistas espanhóis - estar aqui na Thyssen é um orgulho", disse à agência Lusa a artista portuguesa.

A peça "Strangers in The Night", uma instalação em forma de um enorme trono com luzes e faróis de automóveis e táxis, ao som da música de Frank Sinatra, fica exposto no Museu Thyssen, no âmbito da 13.ª Mostra Portuguesa, uma iniciativa da embaixada de Portugal em Madrid.

"Temos um programa de obras convidadas e cada temporada trazemos uma obra de um museu e instalamo-la nas nossas coleções, para que o público veja uma obra de outro museu, mas no nosso contexto", explicou à Lusa Guillermo Solana, diretor artístico do museu madrileno.

"Normalmente não o fazemos com obras de artistas vivos, mas, quando a embaixada de Portugal nos perguntou se queríamos unir-nos à 13.ª Mostra Portuguesa aqui em Madrid, podia ter pensado numa obra do Museu de Arte Antiga, mas imediatamente pensei na Joana Vasconcelos", salientou.

Guillermo Solana explicou que a peça de Joana Vasconcelos "assenta que nem uma luva" na sala da Pop Art, apesar de ser "um passo além".

Agora ao lado de grandes nomes da arte mundial no Thyssen, Joana Vasconcelos disse que é "um enorme prazer e uma grande honra poder contracenar com elas".

Sobre "Strangers in the Night", Joana Vasconcelos diz que é uma obra que "fala muito da forma como nós olhamos para o nosso presente e de que maneira queremos alterar o nosso presente".

"A obra fala da prostituição, da maneira como estas mulheres são tratadas e como existem na nossa sociedade, como são esquecidas e abandonadas à beira de uma estrada. Tem a ver com os direitos humanos, com os direitos das mulheres e no dia da Igualdade de Género - que é hoje - é importante poder falar deste tema", afirmou a artista.

Guillermo Solana, por seu lado, enalteceu o percurso da artista portuguesa.

"A Joana é uma artista que absolutamente sobressai na arte internacional, com uma energia enorme. É um privilégio tê-la aqui. É uma grande estrela da arte internacional", concluiu.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.