sicnot

Perfil

Cultura

Kendrick Lamar e Taylor Swift dominam nomeações dos prémios Grammy

O rapper norte-americano Kendrick Lamar lidera as nomeações para os prémios de música Grammy, mas é a cantora Taylor Swift que domina nas categorias consideradas principais, anunciou hoje a organização em Los Angeles, Califórnia.

© China Stringer Network / Reut

Kendrick Lamar está indicado para 11 Grammy - os prémios da indústria discográfica norte-americana - por causa do álbum "To pimp a butterfly". Taylor Swift soma sete nomeações com o disco "1989", entre as quais "Álbum do ano", "Canção do Ano" e "Gravação do Ano".

Com sete nomeações segue também The Weeknd, nome artístico do músico e produtor canadiano Abel Tesfaye, que editou este ano o álbum "Beauty behind the madness."

Além dos discos de Taylor Swift, Kendrick Lamar e The Weeknd, para o Grammy de "Álbum do Ano" estão nomeados "Sound & Colour", da banda blues rock americana Alabama Shakes, e "Traveller", álbum de estreia do músico country Chris Stapleton.

Para o Grammy de "Artista Revelação" estão indicados Courtney Barnett e James Bay - que já atuaram recentemente em Portugal -, Sam Hunt, Tori Kelly e Meghan Trainor.

Bjork, My Morning Jackeet, Tame Impala, Wilco e Alabama Shakes estão indicados para melhor álbum de música alternativa.

Na categoria de "World Music" surgem nomeados Gilberto Gil, Angelique Kidjo, Ladysmith Black Mambazo, Anoushka Shankar e Zomba Prison Project.

A gravação da ópera "Il ritorno d'Ulisse in Patria", de Monteverdi, pela orquestra Boston Baroque, com a participação dos cantores portugueses Fernando Guimarães - como protagonista - e João Fernandes, está nomeada para o prémio de música Grammy de "Melhor Gravação de Ópera".

A cerimónia de entrega do prémios está marcada para 15 de fevereiro em Los Angeles.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro. As autoridades italianas admitem a existência de cerca de 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..