sicnot

Perfil

Cultura

Álbuns de Lura e Mariza entre os dez melhores do mundo segundo a Songlines

Os álbuns "Herança", de Lura, e "Mundo", de Mariza, estão entre os dez melhores do mundo, segundo a revista de música e entretenimento britânica Songlines, numa lista que também inclui Ilaria Graziano & Francesco Forni e Kimmo Pohjonen.

Sobre "Herança", sexto álbum de estúdio de Lura, a revista realça a "voz rouca" da cantora, que escolheu "maravilhosos e ritmados funanás", como "Sabi di mas" e "Ness tempo di nha bidijissa" e que, com este CD, "se aproxima das suas raízes cabo-verdianas, sem abandonar Lisboa", a cidade onde nasceu.

"Cabo Verde é revisitado e reinventado num ritmo 'jazzy'", afirma a revista, que realça a "excelência" dos músicos que acompanham Lura, entre os quais Pedro Jóia e Naná Vasconcelos.

"Um CD que é um misto de canções originais e recriações de temas melancólicos", afirma o crítico Alex Robinson, especialista em música de origem lusófona, que assina o texto sobre o álbum.

Robison enfatiza o "toque contemporâneo" em clássicos como "Maria di lida" e "Somada", de Kaka Barbosa, realçando a "destreza da boa produção".

O CD, publicado em setembro último, é constituído por 14 canções, nove das quais inéditas, um álbum que Lura disse à Lusa ser "um contar de histórias" que os antepassados lhe deixaram.

"O meu património de Cabo Verde é a história que todos os meus antepassados me contaram, me deixaram como herança e são essas que conto", precisou.

"Mundo", de Mariza, é outro dos dez melhores álbuns do ano, segundo a Songlines, composto por "fados clássicos e magníficas baladas pop", a merecer "um grande aplauso", como adianta a revista.

O jornalista Nigel Williamson, que assina o texto, especialista em música pop e músicas do mundo, afirma que "a primeira-dama do Fado vive atualmente um momento muito feliz", e realça, entre outros temas de "Mundo", "a batida de 'Missangas' e a arrebatadora canção 'Sombra', que garantem a Mariza o estatuto de rainha do fado tradicional".

O crítico refere ainda "as espantosas baladas pop 'Melhor de Mim' e 'Adeus', o etéreo 'Sem Ti' e o maravilhoso e brilhante 'Saudade Solta'".

Williamson faz notar "a maturidade expressiva que dá à voz, que está melhor que nunca", e afirma que, já que Mariza canta, de vez em quando, nos seus concertos, "I will always love you'", de Whitney Houston, "talvez as fusões pop/fado de 'Mundo' não sejam uma surpresa, mas Mariza fê-lo com talento, destreza e autoconfiança, que é simplesmente de tirar o fôlego".

Mariza disse à Lusa, em outubro, que o CD "Mundo" é "um convite" para o público conhecer melhor o seu universo, o seu mundo, aquilo que é, e como evoluiu e se transformou.

"Este CD surge como um convite às pessoas para visitarem o meu mundo, no que me tornei agora, passados 15 anos [do primeiro CD], até este álbum, o que sou, naquilo que me transformei, como eu vejo agora a música, aquilo que sinto e o que é para mim", disse à Lusa a fadista.

"Mundo" inclui dois temas do repertório de Amália Rodrigues - "Anda o sol na minha rua" e "Maldição" -, é produzido pelo músico espanhol Javier Limo´n, que produziu anteriormente o álbum "Terra" (2008) da cantora, e marca o regresso de Mariza a estúdio, cinco anos depois de "Fado tradicional".

Além de Mariza e Lura, a lista da Sonlines, dos dez melhores álbuns do mundo, em 2015, é ainda composta pelos trabalhos do duo italiano Ilaria Graziano & Francesco Forni ("From Bedlam to Lenane"), do finlandês Kimmo Pohjonen ("Sensitive Skin"), dos turcos Kardes Turkuler ("Kerwane") e do chinês Yuan Deng ("The Mountain and the River").

Completam a lista os discos "Viva Diaspora", do DJ alemão Shantel, "Urram", da britânica Karen Matheson, a coletânea "Vicennial: 20 Years of The Hot 8 Brass Band", do coletivo de Nova Orleães, e a recolha "Lost in Mali", que reúne canções de artistas "nunca ouvidos fora das fronteiras" do seu país.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.