sicnot

Perfil

Cultura

Governo designa Pacheco Pereira e Isabel Pires de Lima para Serralves

O Ministério da Cultura anunciou este domingo que designou para a administração da Fundação de Serralves o historiador José Pacheco Pereira e a antiga ministra da Cultura Isabel Pires de Lima.

José Pacheco Pereira nasceu a 6 de janeiro 1949, no Porto, formando-se em Filosofia naquela universidade, tendo sido professor, deputado e líder do grupo parlamentar do Partido Social Democrata (PSD). Recebeu, em 2005, a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade atribuída pelo então Presidente da República Jorge Sampaio. (Arquivo)

José Pacheco Pereira nasceu a 6 de janeiro 1949, no Porto, formando-se em Filosofia naquela universidade, tendo sido professor, deputado e líder do grupo parlamentar do Partido Social Democrata (PSD). Recebeu, em 2005, a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade atribuída pelo então Presidente da República Jorge Sampaio. (Arquivo)

SIC

Numa nota à imprensa um dia depois da reunião do responsável da Cultura, João Soares, com o presidente do Conselho de Administração da fundação, Luís Braga da Cruz, o ministério recordou que "cabe ao ministro da Cultura a competência própria para escolher e nomear dois membros do Conselho de Administração da Fundação de Serralves".

"Os dois nomeados são intelectuais portuenses de reconhecido mérito", sublinhou o comunicado do Governo, que salientou que João Soares informou Braga da Cruz, a terminar funções na presidência da Fundação de Serralves este mês, de tal decisão.

No começo do mês foi anunciado que a atual vogal do Conselho de Administração da Fundação de Serralves Ana Pinho Macedo Silva havia sido nomeada como presidente daquele órgão para o mandato entre 2016 e 2018.

Como recorda a página de Serralves na Internet, de acordo com os estatutos da fundação, "o Conselho de Administração é composto por nove membros, sendo um presidente, três vice-presidentes e cinco vogais", com a designação de novos administradores a efetuar-se "por voto secreto e maioria absoluta", sendo que a "escolha dos membros é da responsabilidade do próprio conselho, com a exceção de dois, nomeados sempre pelo Estado".

No Conselho de Administração do triénio entre 2013 e 2015 os representantes do Estado eram Rui Manuel Campos Guimarães, vice-presidente daquele órgão e membro da Comissão Executiva, e a eurodeputada socialista Elisa Ferreira.

Segundo a biografia existente na Universidade do Porto, José Pacheco Pereira nasceu a 06 de janeiro 1949, no Porto, formando-se em Filosofia naquela universidade, tendo sido professor, deputado e líder do grupo parlamentar do Partido Social Democrata (PSD). Recebeu, em 2005, a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade atribuída pelo então Presidente da República Jorge Sampaio.

De acordo com a biografia da Infopédia, Isabel Pires de Lima nasceu a 17 de julho de 1952, no Porto, e é professora catedrática da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo-se especializado na obra de Eça de Queirós. Veio a ser deputada pelo Partido Socialista (PS), partido pelo qual foi ministra da Cultura entre 2005 e 2008.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC