sicnot

Perfil

Cultura

Violinista recupera "Stradivarius" esquecido em comboio alemão

A polícia alemã anunciou hoje que uma jovem violinista, que na terça-feira deixou um "Stradivarius" avaliado em cerca de 2,4 milhões de euros num comboio regional, já recuperou o instrumento.

© Toby Melville / Reuters

Em comunicado, a polícia federal indicou ter sido alertada pela instrumentista, que se apercebeu da falta do violino depois de sair do comboio que fazia a ligação entre Mannheim e Sarrebruck (sudoeste).

O violino em causa foi fabricado em 1727 na oficina de Antonio Stradivarius, em Cremona, na região italiana da Lombardia. Atualmente, existem ainda cerca de 550 instrumentos num total de 1.100 fabricados por Stradivarius.

Um destes violinos, o "Lady Blunt" de 1721, foi vendido em Londres por 11 milhões de euros em 2011, num leilão a favor das vítimas do 'tsunami' no Japão.

Até hoje, duas dezenas destes violinos foram roubados e não recuperados.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.