sicnot

Perfil

Cultura

Cinema português com número mais elevado de espectadores em 2015 em 40 anos

O cinema português que se estreou em 2015 no circuito comercial foi visto por 940.063 espectadores, registando o valor mais elevado desde 1975, revelou hoje à agência Lusa o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

© Agencja Gazeta / Reuters

De acordo com dados do ICA sobre o mercado cinematográfico, os portugueses foram mais vezes ao cinema e viram mais filmes portugueses em 2015. Dos 14,5 milhões de espectadores contabilizados, 940.063 (ou seja, 6,5 por cento) viram cinema português.

Para este aumento terão contribuído "O pátio das cantigas" e "O leão da Estrela", ambos de Leonel Vieira, e os dois filmes portugueses mais vistos de 2015, somando mais de 785 mil espectadores.

Em termos globais, em 2015, as salas de cinema em Portugal registaram um aumento de cerca de vinte por cento, tanto em número de espectadores (mais 2,5 milhões), como em receita bruta de bilheteira (mais 12,1 milhões de euros), comparando com 2015.

No ano passado, estrearam-se 355 longas-metragens, dominando a presença de produção europeia nos cinemas, embora esse facto não se tenha refletido em espectadores - os filmes norte-americanos foram vistos por 70,3 por cento dos espectadores, enquanto os europeus, por 19,9 por cento.

Em 2015, foram produzidos 50 filmes portugueses com o apoio financeiro do ICA, o que representa um aumento de mais de 85 por cento em relação a 2014.

A NOS Lusomundo Cinemas continua a ser líder no mercado, detendo uma quota de 62,3 por cento, no que toca a receitas brutas de bilheteira.

No geral, o filme de animação "Mínimos" foi o mais visto em Portugal, em 2015, com 937.383 espectadores e 4,7 milhões de euros de receita de bilheteira.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43