sicnot

Perfil

Cultura

Emigrantes reagem com indignação à polémica em torno de Tony Carreira

Portugueses residentes em França estão a manifestar indignação com a recusa da Embaixada de Portugal em Paris em acolher a cerimónia de atribuição do grau de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras ao cantor Tony Carreira.

Paulo Marques, conselheiro das comunidades portuguesas, disse à Lusa que "a comunidade está bastante chocada" mas "não está admirada porque há alguns anos que a Embaixada de Portugal [em Paris] desapareceu do mapa das comunidades", criticou.

"A comunidade está bastante chocada porque sente que Portugal solicita o apoio das comunidades portuguesas, solicita o envio de remessas, solicita o investimento dos portugueses, mas verifica-se que ainda há muitos 'a prioris' com esta comunidade e com a cultura e as artes", declarou.

O conselheiro eleito pela área consular de Paris lamentou, também, "a opinião do ministro dos Negócios Estrangeiros que acha que os fãs do Tony Carreira dariam um estudo sociológico".

"Essa mensagem de desprezo é grave e o ministro dos Negócios Estrangeiros deveria era pedir desculpas pelo que disse porque demonstra claramente um afastamento deste Governo com as suas comunidades", declarou o também autarca de Aulnay-sous-Bois, na região de Paris.

Raul Lopes, outro conselheiro das comunidades portuguesas eleito pela área consular de Paris, disse à Lusa que também lhe chegaram "ecos de indignação de portugueses relativamente ao facto de a embaixada não ter permitido que a condecoração fosse entregue lá", mas "pessoalmente" diz não ver "razão para tanto alarido".

"É um facto que há gente muito indignada. Agora, a minha opinião pessoal é que, sendo o Estado francês a atribuir a condecoração, não percebo por que é que a cerimónia haveria de realizar-se nas instalações do Estado português na Embaixada em Paris. Julgo que quem atribui a condecoração deveria arranjar um espaço digno para o fazer", declarou.

Raul Lopes confirmou que "está a haver uma grande celeuma no Facebook e a maior parte das opiniões é a favor da pretensão do Tony Carreira e contra a posição do embaixador", sublinhando que a atribuição da mesma condecoração à fadista Mísia na Embaixada de Portugal, em 2004, suscita interrogações sobre a existência de "dois pesos e duas medidas".

Umbelina Trovão, em França há mais de 40 anos, esteve precisamente na cerimónia de entrega do grau de cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras a Mísia na Embaixada de Portugal, em 2004, e considera que houve "dois pesos e duas medidas".

"Foi na embaixada portuguesa, estava o senhor Mário Soares, o embaixador António Monteiro e a Mísia cantou depois de ter sido condecorada pelo ministro da Cultura francês. Eu não compreendi a polémica. Falam de protocolos, dizem que quando são os franceses que condecoram tem de ser na embaixada francesa ou no Ministério do Interior, mas é uma polémica estúpida porque eu lembro-me perfeitamente da cerimónia", disse à Lusa Umbelina Trovão.

A emigrante oriunda do Alentejo salientou que nem é "uma fã do Tony Carreira, apesar de gostar das primeiras canções", mas sublinhou que "se estivesse no lugar dele" e se lhe oferecessem uma medalha "também gostaria que fosse na embaixada de Portugal".

Luísa Semedo, conselheira das comunidades eleita pela área consular de Paris, disse à Lusa que teve sobretudo ecos sobre se Tony Carreira mereceria a condecoração, mas declarou que "a maioria concorda que já que um português pediu para ser condecorado na Embaixada, foi pena terem-lhe fechado as portas".

"Simbolicamente, acho muito duro fechar as portas a um cidadão português e percebo que isso seja mal acolhido. Mas também percebo que haja um protocolo, acho que faz mais sentido receber uma medalha francesa em território francês", afirmou.

A 15 de janeiro, quando recebeu a medalha, Tony Carreira escreveu na sua conta facebook (com mais de 700 mil seguidores): "Quando tomei conhecimento desta condecoração, pedi se seria possível entregarem-me a medalha na embaixada de Portugal em Paris (a embaixada do meu país), pedido recusado pelo Sr. Embaixador de Portugal em Paris. Tive pena, fiquei triste, mas não mexe em nada com o meu orgulho em ser português".

Lusa

  • Embaixador português não aceitou receber homenagem a Tony Carreira em Paris
    3:18

    Cultura

    Há uma polémica entre o Tony Carreira e a embaixada de Portugal, em França. O cantor foi condecorado pelo Governo francês e pediu que a cerimónia decorresse na embaixada portuguesa em Paris. Mas o embaixador, Moraes Cabral, que nunca aceitou falar com o cantor, recusou, alegando que não é prática comum. Tony Carreira lamenta que seja homenageado por um país estrangeiro e desvalorizado por Portugal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.