sicnot

Perfil

Cultura

Ator morre após duas semanas hospitalizado

Ator morre após duas semanas hospitalizado

O ator José Boavida, que estava hospitalizado há duas semanas após uma Paragem Cardio-Respiratória, morreu hoje, disse à agência Lusa o seu agente. José Boavida integrou ultimamente a série da RTP 'Bem-vindos a Beirais', entre outras em vários canais televisivos, bem como no teatro.De acordo com o agente do ator, Paulo Araújo, José Boavida não resistiu às sequelas da Paragem Cardio-Respiratória e faleceu esta noite no Hospital Fernando da Fonseca (Amadora/Sintra), onde estava internado desde o acidente.

José Boavida tinha 51 anos e estada internado nos cuidados intensivos do Hospital Amadora-Sintra desde há duas semanas, depois de se ter sentido mal a caminho de casa e ter caído no chão inanimado, sendo posteriormente socorrido pelos bombeiros e pelo INEM.

Na série que ainda se encontra atualmente em programação na RTP1, José Boavida dava corpo ao mecânico Manuel Pedroso.

A 08 de janeiro de 2016, José Boavida perdeu os sentidos na rua, na zona do Palácio de Queluz, tendo sido transportado para o hospital Amadora-Sintra, onde ficou internado em coma induzido, com prognóstico reservado, depois de ter sofrido uma Paragem Cardio-Respiratória, segundo a família.

Nas redes sociais, a família esclareceu que o ator "não sofreu nenhum AVC, nem enfarte", mas sim uma paragem Cardio-Respiratória, depois de algumas notícias contraditórias sobre o que realmente tinha acontecido ao ator.

A revista Caras publicou na sua edição online a 22 de janeiro um comunicado da família na qual esta fazia o agradecimento público aos Bombeiros Voluntários de Queluz e à equipa do Institito Nacional de Emergência Médica (INEM) que socorreu o ator.

"Em primeiro lugar, esses 'jornalistas' não procuraram apurar a veracidade de algumas informações que recolheram em fontes não ligadas à família, nem ao hospital, acabando por sair notícias com informações falsas (O Zé não sofreu nenhum AVC, nem enfarte, mas sim uma paragem cardiorrespiratória); em segundo lugar as poucas informações passadas pela família (dizer que o INEM - VMER demorou a chegar) foram deturpadas para obtenção de títulos bombásticos (Filha acusa Inem de negligência) ", pode ler-se na mensagem da família publicada então pela revista.

Natural de Castelo Branco, José Boavida, que celebrou 30 anos de profissão no ano passado, participou em diversas séries de televisão e telenovelas nacionais, como Telhados de Vidro, Inspetor Max, Doce Fugitiva, Morangos com Açúcar e, mais recentemente, na série Bem-vindos a Beirais.

Mas o cinema também contou com a presença de Boavida, tendo entrado em filmes como "O Grande Kilapi", de Zézé Gamboa, A Vida Privada de Salazar", de Jorge Queiroga, o "Contrato", de Nicolau Breyner, "Amália -- O Filme", de Carlos Coelho da Silva, "O mergulho", de Jorge Paixão da Costa, "Até amanhã camaradas", de Joaquim Leitão, "Capitães de Abril", de Maria de Medeiros, e "Alta Fidelidade", de Tiago Guedes e Frederico Serra, entre outros.

No teatro, participou em diversas peças ao longo da sua carreira, tendo começado em 1992 em A Barraca, com o "Mi Rival de Ralph Talbot", encenado por Hélder Costa, participando durante duas décadas e meia em mais de 20 peças.

Em 2013, subiu ao palco do Teatro Tivoli com "O Tesouro", numa encenação de José Wallenstein.

Além de ator de televisão e cinema, Boavida foi também encenador de inúmeras peças que subiram ao palco do Teatro AltaCena, da Sociedade Guilherme Cossoul, em Lisboa, a última das quais em 2012: "O Menino que queria ser Presidente", de Thomas Hadiberg.

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.