sicnot

Perfil

Cultura

Lisboa vai ser Capital Ibero-americana da Cultura em 2017

A cidade de Lisboa vai ser a Capital Ibero-americana da Cultura em 2017, na sequência de uma candidatura hoje aprovada por unanimidade, anunciou em comunicado a autarquia lisboeta.

© Rafael Marchante / Reuters

Segundo uma nota da câmara, a candidatura de Lisboa, apresentada na qualidade de membro da União das Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI), foi aprovada por unanimidade e será formalmente ratificada em junho de 2016, na cidade de La Paz, Bolívia.

A cidade de Lisboa sucede, assim, a outras cidades da América Central e do Sul, bem como de Espanha, que nos últimos anos foram responsáveis pela realização desta iniciativa.

"Este acontecimento será o mote para a promoção de um ano artisticamente inovador, em que se terão em conta quer os processos históricos e a troca de conhecimentos que enquadram as relações entre estas cidades da Europa e das Américas, quer a existência de uma produção atual, artisticamente diferenciada e intrinsecamente plural", salienta a autarquia.

De acordo com a nota do município, a programação da Capital Ibero-americana da Cultura "será desenvolvida a partir das instituições culturais" da Câmara de Lisboa, EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural de Lisboa) e Casa da América Latina, com coordenação global e coerência programática asseguradas por António Pinto Ribeiro.

A autarquia acrescentou que "todas as outras instituições culturais da cidade são, naturalmente, convidadas a participar nesta iniciativa".

Lusa

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.

  • PSD e CDS têm caminhos diferentes
    1:22

    País

    Assunção Cristas já respondeu a Pedro Passos Coelho, depois de o líder do PSD ter recusado apoiar a candidatura da líder do CDS à Câmara de Lisboa. Cristas diz que os dois partidos têm caminhos diferentes. O PSD continua sem apresentar candidato. Contudo, Marques Mendes revelou que Passos Coelho convidou José Eduardo Moniz a candidatar-se à Câmara de Lisboa.