sicnot

Perfil

Cultura

Raro autorretrato de Paula Rego vai a leilão em Londres

Dois quadros relevantes da obra de Paula Rego, incluindo um dos raros autorretratos da pintora portuguesa, vão a leilão na próxima semana, em Londres, com estimativas que variam entre os 260 mil e um milhão de euros.

O quadro foi à praça no leilão de arte contemporânea e do pós-guerra da Christie's, entre obras de Damien Hirst, Andy Warhol, Yves Klein, que no total rendeu cerca de 14,3 milhões de libras (18,5 milhões de euros).

O quadro foi à praça no leilão de arte contemporânea e do pós-guerra da Christie's, entre obras de Damien Hirst, Andy Warhol, Yves Klein, que no total rendeu cerca de 14,3 milhões de libras (18,5 milhões de euros).

"Border Patrol: Self-portrait with Lila, Reflection and Ana" é um trabalho de pastel sobre papel, de 2004, no qual, além de Lila Nunes, a modelo que a pintora portuguesa mais frequentemente usa, e Ana, outra colaboradora, surge também a própria Paula Rego.

Lila está sentada numa cadeira de madeira, olhando para o seu reflexo num pequeno espelho que Ana segura à sua frente, mas, em vez de mostrar a cara de Lila no espelho, a artista pinta o seu próprio rosto.

A obra fez parte da mostra de 150 obras de Paula Rego, patente no Museu de Serralves, em 2004, e da retrospetiva dedicada à artista, pelo Museu Reina Sofia, em Madrid, em 2007-08, que viajou depois para o Museu Nacional de Mulheres nas Artes, em Washington.

Com uma estimativa base situada entre 200 mil e as 250 mil libras (de 260 mil a 325 mil euros), o quadro vai a leilão no dia 12 de fevereiro, pela Christie's, o segundo de dois dias de venda de arte contemporânea e do pós-guerra, que inclui obras de Yves Klein, Peter Doig, Francis Bacon, Lucian Freud, David Hockney, Yves Klein, Gerhard Richter, Lucio Fontana e Jean Dubuffet, entre outros.

Com expectativa de um valor bem mais elevado, entre as 500 mil e as 700 mil libras (687 mil e 961 mil euros), está "The Bullfighter's Godmother" ("A madrinha do toureiro"), um quadro de acrílico em papel sobre tela, datado de 1990-91, que é levado à praça pela Sotheby's, em Londres, no próximo dia 10 de fevereiro.

De acordo com as notas da leiloeira, que leva esta obra à praça, juntamente com outras peças de arte contemporânea, este é um dos melhores exemplos do trabalho de Paula Rego e faz parte de um dos períodos mais significativos da sua carreira.

A imagem mostra um quarto austero e sem janelas, onde estão de pé os dois protagonistas: a madrinha a dar os últimos retoques no fato do toureiro, enquanto uma rapariga aguarda sentada, com a capa do toureiro sobre as pernas.

"Em 'The Bullfighter's Godmother', Rego pega na longa tradição da história de arte de retratos de toureiros, de Velázquez a Goya, Manet e Picasso", lê-se no catálogo.

Porém, acrescenta a apresentação da Sotheby's, "em vez de se centrar no heroísmo e dinamismo da tourada, Rego fixa a sua inimitável visão artística na tragédia pessoal que tem lugar por detrás de portas fechadas, longe do espetáculo público da praça de touros".

Apesar de ter pertencido até agora à coleção privada de um norte-americano, a tela fez parte de muitas exposições no Reino Unido, incluindo no museu The National Gallery, em 1991, após um período da pintora como artista associada.

O interesse de colecionadores internacionais nas obras de Paula Rego faz o seu valor subir substancialmente em leilão: em julho de 2015, "The Cadet and his Sister", que tinha uma estimativa inicial situada entre 600 mil e 800 mil libras (846 mil euros e 1,130 milhões de euros no câmbio da altura), acabou por ser arrematado por valor recorde de 1.145.000 (1.614.795 euros).

A Sotheby's leva a leilão no dia seguinte, 11 de fevereiro, outro quadro de Paula Rego, designado "Untitled (Girl Shaving a Dog)" ["Sem título (Rapariga a fazer a barba a um cão)"], um pequeno acrílico sobre papel, com uma estimativa base de 60 mil a 80 mil libras (83 mil a 110 mil euros).

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.