sicnot

Perfil

Cultura

Madonna enrola-se na bandeira de Taiwan em concerto na ilha

A estrela pop Madonna enrolou-se numa bandeira de Taiwan durante o primeiro concerto que deu na Ilha Formosa, na noite de quinta-feira, sem se preocupar com o provável aborrecimento que o gesto deve provocar em Pequim.

O momento foi partilhado por um taiwandês no Facebook

O momento foi partilhado por um taiwandês no Facebook

No final do espetáculo, Madonna envolveu-se na bandeira da República da China (Taiwan) enquanto cantava, mantendo o costume de ir buscar o símbolo nacional do país onde atua.

A ação de Madonna recordou os taiwaneses o incidente com a cantora Chou Tzu Yu, que exibiu uma bandeira de Taiwan num programa de televisão da Coreia do Sul, em janeiro, um gesto que fez com que perdesse contratos com empresas da China (República Popular da China).

Vários artistas que exibiram em palco a bandeira de Taiwan e que manifestaram apoio ao movimento pró-democrático chinês ou à independência do Tibete sofreram com boicotes na China.

Depois do primeiro concerto em Taiwan, que durou 140 minutos e atraiu milhares de pessoas, Madonna vai atuar em Banguecoque (Tailândia) e Tóquio (Japão) no âmbito da digressão "Rebel Heart", que a vai levar ainda a Hong Kong (17 e 18 de fevereiro) e a Macau (20 e 21), as duas Regiões Administrativas Especiais chinesas.

Seguem-se concertos nas Filipinas, Singapura, Nova Zelândia e Austrália.

Lusa

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC