sicnot

Perfil

Cultura

Concerto em Coimbra assinala 29 anos de saudade de Zeca Afonso

Diversos músicos participam no sábado à noite, no Conservatório de Música de Coimbra, no concerto '29 Anos de Saudade', espetáculo de homenagem a Zeca Afonso, falecido em 1987.

Zeca Afonso, autor de temas como "Grândola, Vila Morena" / www.aja.pt

Zeca Afonso, autor de temas como "Grândola, Vila Morena" / www.aja.pt

www.aja.pt

Promovido por Mário Mata e 'Os Amigos do Zeca', o concerto, que também conta com a participação de João Afonso, Rui Pato, Grupo Vocal Ad Libidum, Fernando Meireles, Magda Lopes e Manuel Rocha, visa homenagear o autor de 'Grândola, Vila Morena'.

Do grupo 'Os Amigos do Zeca' fazem parte Mário Mata (voz e guitarra), Paulo Bernardino (piano, sintetizador e acordeão), Hugo Nunes (baixo), João Domingues (guitarras), Alexandre Reis (bateria), Jorge Duarte (vozes e percussões), Mafalda Duarte (voz e flauta) e Rui Seoane, que "dá voz às baladas e aos fados de Coimbra".

"A obra de José Afonso continua a suscitar grande interesse" por parte de músicos e intérpretes e por parte do público, disse hoje à agência Lusa Manuel Rocha, referindo que o espetáculo de homenagem ao compositor, poeta e intérprete se realiza há quatro anos no Conservatório de Música de Coimbra, "sempre com muito público".

"As pessoas continuam a procurar a música de Zeca Afonso em todos os contextos", sustenta o violinista da Brigada Victor Jara e diretor do Conservatório de Música de Coimbra.

Inovador, "grande poeta" e com "uma capacidade melódica extraordinária", José Afonso alia as heranças rural e urbana e a composição moderna, "é o ambiente musical que define o país", sintetiza Manuel Rocha.

José Afonso, também conhecido por Zeca, nasceu em Aveiro, em 02 de agosto de 1929, e morreu em Setúbal, em 23 de fevereiro de 1987.

Começou a sua carreira a interpretar fados de Coimbra, nos anos 50 do século XX, tendo revolucionado a música tradicional, designadamente a canção ligada aos universitários desta cidade.

Para a realização do espetáculo, 'Os Amigos do Zeca' - grupo que foi constituído em 2009, em Penela - contam com o apoio da Câmara Municipal desta vila do distrito de Coimbra, da Antena 1 e o Diário de Coimbra.

Os bilhetes para o concerto, que se realiza às 21:30 de sábado, no auditório do Conservatório de Música de Coimbra, custam 15 euros e podem ser adquiridos no TicketLine ou, no dia do espetáculo, no Conservatório.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.