sicnot

Perfil

Cultura

Morreu o realizador polaco Andrzej Zulawski

O realizador polaco Andrzej Zulawski, cujo último filme foi produzido por Paulo Branco e rodado em Portugal, morreu hoje aos 75 anos depois de uma longa batalha contra o cancro, divulgou a associação polaca de cineastas.

Andrzej Zulawski morreu hoje aos 75 anos vítima de cancro.

Andrzej Zulawski morreu hoje aos 75 anos vítima de cancro.

MISHA JAPARIDZE

"Posso confirmar a sua morte", disse uma fonte da associação, citada pela agência noticiosa francesa AFP, numa referência ao realizador que fez grande parte da sua carreira em França e que foi responsável por obras como "Cosmos" (2015), "O Importante é Amar" (1975), "Possessão" (1981) ou "A Mulher Pública" (1984).

Zulawski era "um artista muito original, por vezes controverso, mas sempre fiel a si mesmo", afirmou o presidente da associação polaca, Jacek Bromski, em declarações à emissora polaca Polsat.

O filho do realizador, Xawery, também ele cineasta, escreveu na terça-feira na rede social Facebook que Zulawski sofria de um cancro em fase terminal e que estava a ser submetido "a intensos tratamentos no hospital" na Polónia.

"É muito difícil escrever estas palavras, mas é especialmente importante agora que o seu último filme começa a 'viver a sua vida'... Pensem nele", acrescentou Xawery, na mesma mensagem.

O filme "Cosmos", uma "comédia metafísica" - como lhe chamou o crítico do Hollywood Reporter - baseada no romance homónimo de Witold Gobrowicz, assinalou o regresso de Andrzej Zulawski ao cinema, após 15 anos sem filmar.

Rodado em Portugal e produzido por Paulo Branco, o filme conta com atores portugueses, entre os quais Victoria Guerra.

Em agosto último, o filme conquistou o Leopardo para Melhor Realização no Festival de Cinema de Locarno (Suíça).

Nascido na Polónia ocupada em 1940, Zulawski partiu para Paris aos cinco anos com os seus pais. Mais tarde, iria estudar na conceituada Universidade Sorbonne, na capital francesa.

O realizador teve três filhos, incluindo um filho com a atriz francesa e sua ex-companheira Sophie Marceau. Separaram-se em 2001.

"É uma perda enorme para o cinema polaco e do mundo", referiu, em declarações à agência AFP, o crítico de cinema Janusz Wroblewski.

"Os seus filmes são considerados clássicos do cinema, mas na altura eram de vanguarda", acrescentou o crítico, recordando obras como "A Terceira Parte da Noite" (1971) e "O Diabo" (1972).

"Ele era provocador, derrubando muitos estereótipos polacos e introduzindo o erotismo nos seus filmes", concluiu Janusz Wroblewski.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.