sicnot

Perfil

Cultura

Drones vão dançar em Leiria

Drones que "dançam" ao som de música e um audioguia para "O crime do padre Amaro", de Eça de Queirós, são alguns projetos que serão mostrados no sábado, em Leiria, no âmbito de uma iniciativa tecnológica e educativa.

© Francois Lenoir / Reuters

A iniciativa, que se realiza na Escola Secundária de Domingos Sequeira, tem por base o projeto Go! Mobilidade na Educação, desenvolvido pelo centro Entre Mar e Serra, um centro de competências em tecnologia de informação e comunicação, com a participação de vários estabelecimentos de ensino.

O projeto recebeu o Prémio de Inclusão e Literacia Digital 2015, no valor de 50 mil euros, atribuído pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Parte do dinheiro do prémio, cerca de 30 mil euros, foi canalizada para a compra de tablets e drones para que as 22 escolas envolvidas no projeto possam desenvolver, nos próximos dois anos, de forma mais autónoma, projetos tecnológicos interativos e de georreferenciação.

Aos professores, ser-lhes-á dada formação gratuita, por exemplo em programação de drones e georreferenciação, assinalou à Lusa o diretor do centro Entre Mar e Serra, António Carvalho Rodrigues.

O projeto Go! Mobilidade na Educação começou a ser trabalhado em 2007, numa parceria com a Direção-Geral de Educação.

Primeiro, foram concebidos projetos usando smartphones (telemóveis inteligentes) com GPS e, mais tarde, com acesso à internet. Numa fase mais recente, que se traduziu no prémio da FCT, foram utilizados tablets, com bússola, GPS e acesso à net, e drones (veículos aéreos não tripulados).

No sábado, dois pequenos drones vão executar movimentos ao som de uma composição musical cantada por 28 alunos do Orfeão de Leiria. A letra inclui palavras que foram usadas na programação dos drones.

A Leiria de "O crime do padre Amaro" será percorrida, rua a rua, através de um audioguia, no telemóvel, com referências à obra queirosiana.

Haverá ainda demonstrações de aplicações de jogos para smartphone cujos desafios são dados pelas coordenadas de GPS.

Com o Go! Mobilidade na Educação, o centro Entre Mar e Serra pretende dar condições às escolas para que possam educar os seus alunos para o uso correto da tecnologia, numa lógica de respeito pelos valores ambientais, culturais e patrimoniais do meio em que vivem.

António Carvalho Rodrigues acrescentou que o projeto tem permitido que jovens de escolas profissionais construam, peça a peça, pequenos drones.

O centro Entre Mar e Serra faz parte da rede nacional TIC (tecnologias de informação e comunicação) e Sociedade.

Lusa