sicnot

Perfil

Cultura

Morreu Umberto Eco

O escritor e filósofo italiano Umberto Eco, autor de sucessos como "O Nome da Rosa" e "O Pêndulo de Foucault" morreu esta sexta-feira, aos 84 anos, na sua residência, em Milão.

Umberto Eco, Escritor, semiólogo e historiador. (Arquivo/AP)

Umberto Eco, Escritor, semiólogo e historiador. (Arquivo/AP)

Sebastian Scheiner / AP

A notícia da morte foi comunicada pela família ao jornal italiano La Repubblica. O óbito ocorreu às 22:30 (21:30 em Lisboa).

Semiólogo, filósofo, escritor e professor universitário, Umberto Eco nasceu a 5 de janeiro de 1932 em Alessandria, no noroeste de Itália, na região de Piemonte.

Estreou-se nos livros de ficção em 1980 com "O Nome da Rosa", que lhe valeu o Prémio Strega, em 1981. A este livro, que foi traduzido em várias línguas, sucederam-se outros títulos, como "O Pêndulo de Foucault", "A ilha do dia antes", "Baudolino", "A misteriosa chama da rainha Loana" e "O cemitério de Praga".

No ano passado editou "Número Zero", que coloca questões sobre jornalismo e as novas plataformas digitais, escolhendo como cenário narrativo a redação de um jornal diário.

Umberto Eco morreu aos 84 anos.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC