sicnot

Perfil

Cultura

Leonor Teles ganha Urso de Ouro para curta-metragem

A realizadora portuguesa Leonor Teles venceu o Urso de Ouro para curta-metragem no Festival de Cinema Berlim, com o filme "Balada de um Batráquio".

© Fabrizio Bensch / Reuters

© POOL New / Reuters

O filme reflete sobre o uso de sapos de cerâmica como forma de xenófobia para com a etnia cigana em Portugal.

O filme reflete sobre o uso de sapos de cerâmica como forma de xenófobia para com a etnia cigana em Portugal.

A "curta" aborda a prática comum em Portugal do uso de sapos de cerâmica, por parte de lojistas e proprietários de cafés e restaurantes, de forma a evitarem a entrada nesses estabelecimentos de membros da comunidade cigana, que têm várias superstições ligadas ao animal.

Leonor Teles, que tem raízes ciganas por parte do pai, já se tinha focado nesta comunidade no primeiro filme, "Rhoma Acans", e confessou que a impotência sentida na primeira película inspirou-a a desenvolver uma nova abordagem, em "Balada de um Batráquio".

O filme competiu com outras 24 películas, incluindo uma outra portuguesa, "Freud und Friends", de Gabriel Abrantes.

A 66ª edição do festival de cinema de Berlim, que encerra no domingo, contou com a presença de oito filmes de produção portuguesa, três dos quais na competição oficial.

Outro filme português, "Rafa" de Joao salaviza, venceu este mesmo prémio em 2012.

Última atualização às 19:02

  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".