sicnot

Perfil

Cultura

Centenas de pessoas assistiram hoje ao funeral de Umberto Eco

Centenas de pessoas assistiram, esta terça-feira, ao funeral de Umberto Eco. Escritor, semiólogo e historiador que morreu, sexta-feira, aos 84 anos.

Umberto Eco, Escritor, semiólogo e historiador. (Arquivo/AP)

Umberto Eco, Escritor, semiólogo e historiador. (Arquivo/AP)

Sebastian Scheiner / AP

A cerimónia fúnebre teve lugar na cidade italiana de Milão e contou com a presença dos ministros da Educação e da Cultura, além dos autarcas de Milão e Turim.

Presente esteve o ator Roberto Benigni que fez questão de prestar uma última homenagem a Umberto Eco.

O escritor além de ter lecionado nas universidades norte-americanas de Yale e Harvard, é autor de uma vasta obra entre os livros mais conhecidos estão "O nome da Rosa".

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.