sicnot

Perfil

Cultura

Diretor do Fantasporto Mário Dorminsky hospitalizado depois de AVC

Um dos fundadores e diretores do Festival Internacional de Cinema do Porto Fantasporto Mário Dorminsky encontra-se hospitalizado na sequência de um acidente vascular cerebral (AVC), estando em situação "estável e bem disposto", informou hoje a organização.

Mário Dorminsky, um dos fundadores e diretores do Festival Internacional de Cinema do Porto "Fantasporto".

Mário Dorminsky, um dos fundadores e diretores do Festival Internacional de Cinema do Porto "Fantasporto".

LUSA

"Pela primeira vez o Fantasporto, que se iniciou segunda-feira na sua fase pré-competitiva, arrancou sem Mário Dorminsky um dos seus fundadores e codirector, que se encontra hospitalizado na sequência de um ligeiro acidente vascular cerebral", pode ler-se no comunicado divulgado esta tarde.

De acordo com a mesma informação, Dorminsky "mantém-se internado numa unidade hospitalar do Porto, em observação, enquanto efetua uma série de exames indispensáveis nestes casos, antes de qualquer decisão sobre uma eventual alta hospitalar".

O festival, que arrancou na segunda-feira em modo "pré-Fantas" e tem o início da secção competitiva na sexta-feira, "prossegue, tal como previsto, com a equipa habitual sob a direção de Beatriz Pacheco Pereira, codirectora e também fundadora do festival".

"A direção do Fantasporto espera que Mário Dorminsky se possa reincorporar na equipa do festival ainda durante a sua realização, caso os médicos o venham a autorizar", acrescentou o comunicado.

A 36.ª edição do Fantasporto arrancou na segunda-feira com o início da retrospetiva dedicada ao realizador macedónio Milcho Manchevski e com a "primeira das muitas produções latinoamericanas presentes este ano no festival", segundo a organização.

Na sexta-feira, inicia-se a secção competitiva do Fantasporto, com a antestreia mundial de "Gelo", de Luís e Gonçalo Galvão Telles, sobre Catarina, "uma jovem nascida do ADN retirado da idade do gelo, que cresce num palácio isolado, onde é submetida a vários testes, até que reencontra o passado".

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08