sicnot

Perfil

Cultura

Taylor Swift doa 250 mil dólares a Kesha para ajudar a pagar processo contra produtor

A estrela pop Taylor Swift doou na terça-feira 250 mil dólares à também cantora Kesha para a ajudar a custear o processo judicial contra o seu produtor, Dr. Luke, a quem acusa de violação, informou a Billboard.

7. Blank Space - Taylor Swift.

7. Blank Space - Taylor Swift.

Reuters

A 19 de fevereiro, o Supremo Tribunal de Nova Iorque determinou que Kesha não pode gravar discos à margem do contrato que a vincula a Dr. Luke, que a cantora diz ter abusado "física e emocionalmente" dela.

Kesha afirmou, além disso, que Dr. Luke a drogou e a violou há uma década, acusações que o produtor musical negou.

A sentença teve eco nos meios de comunicação social e nas redes sociais, com várias artistas, como Lady Gaga, Ariana Grande, Lorde ou Demi Lovato a manifestarem publicamente o seu apoio a Kesha.

Na terça-feira ficou a saber-se que Taylor Swift doou 250 mil dólares a Kesha como apoio financeiro enquanto o processo judicial continua.

Nascida em 1987, em Los Angeles, Kesha estreou-se em 2010 com o álbum "Animal", que incluía êxitos como "Tik Tok", sendo que o seu último LP publicado é "Warrior" (2012).

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59