sicnot

Perfil

Cultura

Metallica editam álbum ao vivo de concerto de 2003 no Bataclan

O grupo norte-americano Metallica vai editar, em abril, um álbum ao vivo, gravado em 2003 no Bataclan, em Paris, e as receitas das vendas reverterão para as vítimas do atentado ocorrido em novembro, naquela sala de espectáculos.

Felipe Dana

De acordo com a revista Rolling Stone, o álbum terá por título "Liberté, Egalité, Fraternité, Metallica!", regista um concerto da banda no Bataclan a 11 de junho de 2003 e será editado em abril, no âmbito do Record Store Day.

Os Metallica serão os embaixadores oficiais do Record Store Day, uma iniciativa anual que celebra a 16 de abril a existência das lojas de discos, e que muitos artistas aproveitam para fazer edições especiais ou de raridades.

A banda heavy metal decidiu que as receitas de venda daquele disco reverterão para a organização francesa de beneficiência Give for France, para apoiar as vítimas dos atentados de 13 de novembro, em Paris, um dos quais ocorrido dentro do Batclan.

Os atentados terroristas em Paris causaram 130 mortos e mais de 300 feridos. No Bataclan, onde atuavam na altura os Eagles of Death Metal, morreram 90 pessoas.

O Bataclan, uma das mais célebres salas de espectáculos de Paris, está encerrado para obras, devendo reabrir no final deste ano.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.