sicnot

Perfil

Cultura

"As cinquenta sombras de Grey" conquista Razzie de pior filme do ano

O filme "As cinquentas sombras de Grey" foi considerado no sábado o pior filme de 2015, na 36.ª edição dos Razzie, os prémios "anti-Óscar" de Hollywood.

Dakota Johnson e Jamie Dorman co-protagonizam as "50 sombras de Grey".

Dakota Johnson e Jamie Dorman co-protagonizam as "50 sombras de Grey".

Chuck Zlotnick / AP

"As cinquenta sombras de Grey" recebeu cinco Razzie e foi o filme com mais galardões na edição deste ano.

Jamie Dornan e Dakota Johnson foram considerados o pior ator e a pior atriz de 2015 pelo desemprenho em "As cinquenta sombras de Grey" e ainda levaram o prémio de "pior casal".

O filme também ganhou o Razzie para o pior guião.

No entanto, partilhou o título de pior filme de 2015 com "Quarteto Fantástico", que recebeu ainda o Razzie de pior realizador (Josh Trank) e de pior 'remake' ou sequela.

Por outro lado, Sylvester Stallone foi considerado o artista redimido do ano.

Stallone é o ator com mais nomeações na história dos Razzie, mas este ano é candidato a ganhar um Óscar, pelo papel em "Creed: O legado de Rocky".

Os Razzie são atribuídos anualmente, em Los Angeles, na véspera da cerimónia dos Óscares, os prémios de cinema dos Estados Unidos da América.

Os Óscares deste ano são atribuídos hoje à noite, também em Los Angeles, numa cerimónia que deverá refletir a polémica que perdura há várias semanas sobre questões raciais.

Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15