sicnot

Perfil

Cultura

"As cinquenta sombras de Grey" conquista Razzie de pior filme do ano

O filme "As cinquentas sombras de Grey" foi considerado no sábado o pior filme de 2015, na 36.ª edição dos Razzie, os prémios "anti-Óscar" de Hollywood.

Dakota Johnson e Jamie Dorman co-protagonizam as "50 sombras de Grey".

Dakota Johnson e Jamie Dorman co-protagonizam as "50 sombras de Grey".

Chuck Zlotnick / AP

"As cinquenta sombras de Grey" recebeu cinco Razzie e foi o filme com mais galardões na edição deste ano.

Jamie Dornan e Dakota Johnson foram considerados o pior ator e a pior atriz de 2015 pelo desemprenho em "As cinquenta sombras de Grey" e ainda levaram o prémio de "pior casal".

O filme também ganhou o Razzie para o pior guião.

No entanto, partilhou o título de pior filme de 2015 com "Quarteto Fantástico", que recebeu ainda o Razzie de pior realizador (Josh Trank) e de pior 'remake' ou sequela.

Por outro lado, Sylvester Stallone foi considerado o artista redimido do ano.

Stallone é o ator com mais nomeações na história dos Razzie, mas este ano é candidato a ganhar um Óscar, pelo papel em "Creed: O legado de Rocky".

Os Razzie são atribuídos anualmente, em Los Angeles, na véspera da cerimónia dos Óscares, os prémios de cinema dos Estados Unidos da América.

Os Óscares deste ano são atribuídos hoje à noite, também em Los Angeles, numa cerimónia que deverá refletir a polémica que perdura há várias semanas sobre questões raciais.

Lusa

  • "Tudo o que o Benfica está a fazer é uma forma de coação"
    1:59
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    As queixas do Benfica contra a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga foram tema de debate no Play-Off da SIC Notícias. Rodolfo Reis, Manuel Fernandes e Rui Santos acreditam que a posição está relacionada com o clássico Benfica-Porto do próximo sábado. Já João Alves considera que estes comunicados podem prejudicar o Benfica.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41
  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.