sicnot

Perfil

Cultura

Manila quer proibir espetáculos de Madonna por desrespeito da bandeira nacional

As Filipinas anunciaram hoje que pretendem proibir todos os concertos de Madonna no arquipélago, por esta ter "desrespeitado" a bandeira nacional num dos seus espetáculos realizados esta semana em Manila.

© Reuters Photographer / Reuter

Os meios de comunicação social divulgaram vídeos efetuados por espetadores que mostram a cantora dançando no palco com a bandeira filipina sobre os ombros. Não se sabe se as imagens datam de quarta ou quinta-feira.

"(O palácio presidencial de) Malacanang quer proibir a vencedora dos Grammy Awards e 'rainha do pop' Madonna de dar espetáculos nas Filipinas por ter desrespeitado a bandeira filipina num dos seus concertos", disse o porta-voz da Presidência, Herminio Coloma, à agência de notícias France Presse.

A lei de 1998 pune com prisão por um ano o uso da bandeira filipina num traje ou disfarce.

Esta é a segunda polémica da cantora de 57, com sucessos mundiais como "Like a Virgin", na sua digressão"Rebel Heart" [Coração Rebelde] pelas Filipinas.

Na quarta-feira, os bispos filipinos apelaram aos fiéis para que boicotassem os seus concertos, argumentando que os mesmos são obra do diabo.

As Filipinas "e todos aqueles que amam a Deus devem evitar o pecado e as ocasiões de pecado", escreve o arcebispo Dom Ramon Arguelles, em comunicado publicado no 'site' oficial da Conferência dos Bispos Católicos das Filipinas.

O arcebispo Arguelles já tinha feito uma campanha contra a visita de Lady Gaga a Manila em 2012, dizendo que também ela era emissária de Satanás.

Os bispos católicos das Filipinas, onde 80% dos habitantes são católicos devotos, são conhecidos pelo seu conservadorismo e não hesitam em dar a sua opinião sobre os mais diversos temas.

Um dia antes, o Arcebispo de Singapura tinha divulgado que não gostava de Madonna e advertiu os fiéis contra aqueles que "denigrem e insultam a religião", a alguns dias do concerto da estrela pop na cidade-estado.

Lusa

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50