sicnot

Perfil

Cultura

Produtora indiana vai rodar filme na íntegra em Portugal

A produtora indiana de cinema All Around Globe, do produtor Rengarajan Jaiprakash, prepara-se para rodar na íntegra uma longa-metragem em Portugal, onde abriu uma delegação, disse hoje à Lusa fonte da empresa.

Equipa de produção da All around globe

Equipa de produção da All around globe

allaroundglobe.com

"Airport - Shaira & Me" será rodado entre abril e maio e representa a primeira longa-metragem que aquela produtora indiana rodará na totalidade em Portugal, depois de ter filmado algumas cenas em território português desde 2013.

De acordo com a produtora, "Airport - Shaira & Me" será rodado pelo ator e realizador com Adhyayan Suman em Lisboa, Sintra, Porto, Beja e em algumas praias no Algarve.

Desde 2013 que esta produtora indiana tem escolhido Portugal como destino de rodagem de algumas cenas para quatro filmes: "Balupu" (2013), "Bachchan" (2014), "Pandaga Chesko" (2015) e "Chakravyuha" (2016).

Sedeada na Índia, a All Around Globe tem também escritórios na Suíça, no Reino Unido e, desde fevereiro, em Lisboa.

Nos últimos anos, Portugal tem procurado que mais produtoras cinematográficas estrangeiras filmem em território nacional, através de estruturas como as "film commissions" e em articulação com o setor do turismo.

O anterior governo chegou a criar em 2014 um grupo de trabalho interministerial, designado por "Portuguese Film Commission", precisamente para promover os recursos de Portugal na captação de produções cinematográficas e audiovisuais estrangeiras.

Em 2015, em entrevista à agência Lusa, a presidente do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), Filomena Serras Pereira, falava na intenção de promover o país "como destino de rodagem, através de um esquema de incentivos e com o fundo de financiamento".

Esse fundo de financiamento teria como objetivo financiar os produtores estrangeiros para filmarem em Portugal. Na altura, Filomena Serras Pereira afirmou que gostaria que esse fundo tivesse três milhões de euros.

Na proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2016, o atual Governo incluiu a criação de um incentivo fiscal de apoio à produção de cinema em Portugal e cujo modelo deverá estar desenvolvido até maio.

Aquele incentivo fiscal passa por uma dedução à coleta de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas (IRC), que é apurada sobre as despesas da produção cinematográfica, igual ou superior a um milhão de euros.

A ideia é criar um mecanismo para que as verbas coletadas por aquele incentivo sejam depois utilizadas por produções abaixo desse valor, ou seja, pelos "que não apurem coleta de IRC suficiente para a dedução prevista", lê-se na proposta de OE.

De acordo com dados do ICA, o setor do cinema, audiovisual e multimédia em Portugal representava, em 2012, cerca de 6.800 trabalhadores, 811 empresas e um volume de 949 milhões de euros em vendas, dos quais apenas 73 milhões de euros eram para exportação.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.