sicnot

Perfil

Cultura

Bairros históricos de Lisboa em percurso de arte contemporânea

Os bairros históricos lisboetas de Alfama, Castelo e Mouraria vão integrar um percurso urbano de 2,5 quilómetros com "uma exposição de larga escala de arte contemporânea", no âmbito da primeira edição do Paratissima em Lisboa.

© Rafael Marchante / Reuters

Este projeto de arte contemporânea vai estar disponível ao público de 20 a 24 de julho no território da freguesia lisboeta de Santa Maria Maior, apresentando obras de arte de "seis grandes quadros expositivos: fotografia, vídeo, artes visuais, artes plásticas, design e moda", disse à agência Lusa um dos responsáveis pela organização, Vitor Barros.

Com origem na cidade italiana de Turim em 2004, o Paratissima nasce de um movimento de rutura com a musealização e elitização da arte contemporânea, funcionando numa "lógica do 'unjuried festival', um festival sem seleção à partida dos artistas", e que pretende ser "completamente público, democrático e inclusivo", afirmou o organizador.

O Paratissima Lisboa vai criar um percurso urbano de 2,5 quilómetros com "uma exposição de larga escala de arte contemporânea" que percorre Alfama, Castelo e Mouraria, anunciou Vitor Barros, acrescentando que a visita ao público é gratuita.

"Queremos justamente ampliar a audiência que tradicionalmente está ligada ao consumo de arte contemporânea e estamos à espera que seja um público muito diversificado", referiu o responsável pela organização.

A adesão dos artistas ao Paratissima Lisboa está a ser "fantástica", desde artistas estabelecidos a artistas emergentes, estimando que 80% são nacionais, sobretudo lisboetas, e os restantes 20% são estrangeiros, revelou Vitor Barros.

Neste momento, a organização está a realizar visitas técnicas aos bairros históricos para que os artistas se sintam "inspirados" na criação das obras de arte, explicou o responsável, informando que as inscrições decorrem até 30 de abril.

"O desafio para os artistas, embora não exista um tema, é que tentem adequar o mais possível as suas obras ao espaço onde elas se vão inserir", declarou Vitor Barros, acrescentando que deve haver um envolvimento com os moradores e um conhecimento das características históricas, sociais e arquitetónicas do território.

O Paratissima Lisboa vai ser um evento de "arte pública 'site-specific', pensado no território", reforçou uma das organizadoras Chiara Pussetti, considerando que é importante a componente etnográfica para que obras de artes criadas reflitam a identidade dos bairros.

"Que seja um evento quanto mais possível participativo, comunitário, que ao mesmo tempo possa dar visibilidade aos artistas emergentes", defendeu Chiara Pussetti, sublinhando ainda que "o percurso revela zonas dos bairros que não são as mais turísticas, que não são as mais conhecidas da própria população da cidade".

Vitor Barros e Chiara Pussetti fazem parte da direção do EBANOCollective, que é responsável pela organização do Paratissima Lisboa, tendo como promotora a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, responsável pelo espaço público deste território.

Segundo o autarca de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, este evento terá "um impacto muito importante na economia deste território" e dará "mais prestígio à freguesia", afirmando que é importante diversificar a oferta cultural.

Para Miguel Coelho, o Paratissima "é a liberdade criativa no seu máximo", considerando que "vai ser um momento único" na cidade de Lisboa.

"A nossa expectativa é que isto vá correr bem e, correndo bem, a nossa vontade é continuar com este projeto aqui todos os anos", frisou o autarca, informando que a Junta está disponível para adquirir algumas das obras de arte expostas no Paratissima.

Em relação ao investimento na organização do evento, o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior disse à Lusa que "não deve ultrapassar os 60 mil euros", explicando que vai depender dos patrocínios angariados.

Lusa

  • Fachada de prédio desaba em bairro de Lisboa
    0:45

    País

    Parte de um prédio desabou esta quinta-feira no bairro de Alfama, em Lisboa. O incidente não fez vítimas. Ainda não se sabe o que fez ceder o muro que suportava o edificio em ruínas. O prédio histórico estava em obras para a construção de um hotel de charme. Nesta altura, estão a ser avaliados os danos nas canalizações de gás que ficaram à vista, mas o comandante dos Bombeiros Sapadores de Lisboa, Ângelo Pereira, garante que não há qualquer perigo para os moradores dos prédios vizinhos.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.