sicnot

Perfil

Cultura

Cinemateca Portuguesa encontra filme espanhol dos anos 30 que estava perdido

Um excerto do filme "Sor Angélica", uma produção espanhola de 1934 de Francisco Gargallo, há muito dado como perdido, foi descoberto nos arquivos da Cinemateca Portuguesa, decorrendo agora o trabalho de salvaguarda e preservação.

© Stefan Wermuth / Reuters

Em comunicado, a Cinemateca explica que descobriu nos seus arquivos um excerto de 34 minutos do filme "Sor Angélica", em suporte de nitrato, que a Filmoteca Espanhola tinha dado como desaparecido.

O filme tinha sido depositado pelo Exército nos arquivos da Cinemateca e constava da lista de materiais por identificar. "Finalmente identificado o título e descoberta a sua relevância histórica, visto tratar-se das únicas imagens conhecidas em todo o mundo desta produção cinematográfica, decorre neste momento o trabalho de salvaguarda e preservação desta obra", sustenta o organismo.

Esse trabalho de preservação, em parceria com a Filmoteca de Espanha, decorre no laboratório do Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM), o departamento de arquivo fílmico da Cinemateca.

"Sor Angélica", que se estreou em Lisboa em 1942, foi considerado, à época, uma produção importante do cinema espanhol, por ter feito parte de série clerical idealizada por católicos espanhóis durante os anos 1930.

O trabalho de conservação e restauro de património fílmico faz parte da missão da Cinemateca Portuguesa, mas possivelmente é o que tem menos visibilidade para o público.

Nos espaços do ANIM funciona desde 1998 um laboratório que tem permitido o restauro de películas em suportes atualmente mais precários, como o nitrato de celulose.

A atual direção da Cinemateca já tinha anunciado que uma das estratégias era, precisamente, tirar maior proveito daquele laboratório, sobretudo a nível internacional, porque é uma das poucas infraestruturas europeias a trabalharem no restauro analógico, quando a tendência é apostar no digital.

Atualmente a Cinemateca já faz trabalho de restauro encomendado de países como França e Suíça e colabora com o laboratório norte-americano CINERIC para fornecer serviços de restauro nos mercados internacionais.

Em fevereiro passado quando esteve em Berlim, a propósito do festival de cinema Berlinale, o ministro da Cultura, João Soares, saiu em defesa desse trabalho de valorização do património fílmico.

"A proposta que fiz e que foi recebida com algum entusiasmo, nomeadamente pelo responsável do FFA [Filmförderungsanstalt], o equivalente alemão ao ICA [Instituto do Cinema e Audiovisual], é a preservação da herança cinematográfica da Europa e a possibilidade de avançarmos para uma batalha, no quadro das instituições europeias, para a criação de um fundo que permita a valorização dessa herança cultural", disse na altura em entrevista à Lusa.

Nos espaços do ANIM, no concelho de Loures, estão depositadas milhares de bobines e quilómetros de película do cinema português e também estrangeiro, desde finais do século XIX até à atualidade.

Segundo a Cinemateca Portuguesa foram já restaurados e preservados mais de 1.100 quilómetros de materiais fílmicos.

Lusa

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • O que muda com a saída do Procedimento por Défice Excessivo?
    2:10
  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • Marcelo opta pelo silêncio sobre a eutanásia
    1:09

    Eutanásia

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que só tomará uma posição sobre a eutanásia quando o diploma chegar a Belém. O chefe de Estado garante que vai ficar em silêncio, para não condicionar o debate e também "para ficar de mãos livres para decidir".