sicnot

Perfil

Cultura

"O baile" de Edgar Neville estreia quinta-feira no Casino Estoril

A peça "O baile", de Edgar Neville, com encenação de João Mota, estreia-se na quinta-feira, no auditório do Casino Estoril, nos arredores de Lisboa, com Carla Chambel, Henrique de Carvalho e Rui Neto.

No átrio do Casino Estoril estará patente, durante o período que a peça fica em cartaz, previsivelmente até finais de abril, segundo fonte da Estoril Sol, uma exposição de peças originais, guarda-roupa, adereços de cena e objetos pessoais dos atores Laura Alves, Paulo Renato e Ruy de Carvalho, que protagonizaram, em 1959, "O baile", no demolido Teatro Monumental, em Lisboa, numa encenação de António Pedro, com cenários e figurinos de Pinto de Campos.

A peça teve grande sucesso de público tendo sido por duas vezes transmitida pela RTP, a 27 de outubro de 1965 e, novamente, em 1966, segundo o centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da universidade de Lisboa.

"Em 'O baile', a ação percorre três gerações ao longo do século XX, centrando-se em três personagens de classe média/alta lisboeta: numa mulher, Adélia, casada com Pedro, por sua vez amigo íntimo de Julião, antigo namorado dela, personagem que, por amor a ela e por amizade a ele, se manteve sempre muito próximo do casal, chegando até a viver na mesma casa como hóspede", adiantou à Lusa fonte da Estoril Sol, acrescentando, não se tratar "contudo, de um trio amoroso".

"Adélia tem uma doença fatal e a eventual morte prematura exige deles uma mudança radical, não muito difícil para o Pedro, mas dolorosa para Julião", adianta a apresentação da obra.

Nesses momentos em que uma mulher anseia, secretamente, para si mesma, por "liberdade, emancipação social e isolamento conjugal, surge, então, um 'baile de máscaras', o qual vai trazer à tona algo que nunca morre, o amor", segundo a mesma fonte.

A peça tem antestreia marcada para quarta-feira.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC