sicnot

Perfil

Cultura

AC/DC adiam concertos nos EUA por risco de surdez do vocalista

O grupo hard-rock australiano AC/DC adiou os próximos 10 concertos da sua digressão pelos EUA depois de os médicos alertarem que o vocalista, Brian Johnson, poderá perder "totalmente a audição", anunciou a banda.

© Jason Reed / Reuters

Johnson "foi avisado pelos médicos para parar a digressão imediatamente ou arrisca-se a uma perda total da audição", pode ler-se num comunicado colocado na sua página na Internet.

Os concertos agora adiados, incluindo o espetáculo previsto para 04 de abril no Madison Square Garden em Nova Iorque, serão realizados "mais para o final do ano, provavelmente com um vocalista convidado", acrescenta a banda.

O site informa que os bilhetes já comprados serão válidos nas novas datas dos espetáculos ou poderão ser reembolsados no local onde foram adquiridos.

A banda não faz qualquer referência à digressão europeia, que está prevista começar em Portugal, com um concerto a 07 de maio no Passeio Marítimo de Algés, Oeiras.

A "Rock or Bust World Tour" começou nos Estados Unidos e, na Europa, deverá passar por países como Espanha, França, Bélgica, República Checa, Alemanha e Reino Unido, com o último concerto marcado para 12 de junho na Dinamarca.

A banda, fundada em 1973 pelos irmãos Malcom e Angus Young e que é ainda hoje uma das bandas rock de maior sucesso internacional, tem andado em digressão há mais de um ano, depois de ter editado o álbum "Rock or Bust".

O percurso da banda ficou ensombrado recentemente com a saída de cesa do guitarrista Malcom Young, a quem foi diagnosticada demência, e pelo julgamento do ex-baterista Phil Rudd, acusado em 2014, de fazer ameaças de morte a duas pessoas e por posse de drogas.

Os concertos agora adiados estavam previstos para Atlanta, Fort Lauderdale (Florida), Greensboro (Carolina do Norte), Washington, Detroit (Michigan), Columbus e Cleveland (Ohio), Buffalo (Nova Iorque), Filadélfia a a cidade de Nova Iorque.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.