sicnot

Perfil

Cultura

Madonna cai de triciclo durante espetáculo na Austrália

Madonna cai de triciclo durante espetáculo na Austrália

Madonna caiu durante um espetáculo intimista e gratuito na capital australiana que quis dar a um grupo de fãs antes dos concertos da "Rebel Heart Tour" como recompensa por não tocar no país há 23 anos. A cantora chegou quatro horas atrasada para o espetáculo "Tears of a Clown", em Melbourne, e pediu para beber, no palco. Vestida de palhaço seguia num triciclo, desiquilibrou-se e caiu. As imagens foram captadas e rapidamente difundidas.

A cantora atravessa uma fase conturbada, a nivel pessoal. Madonna e o ex-marido, o realizador Guy Ritchie lutam, em tribunal, pela custódia do filho Rocco, hoje com 15 anos. Quando se separaram, em 2008, o casal concordou que a criança ficaria com a mãe mas em dezembro passado, Rocco recusou-se a voltar para Nova Iorque com Madonna.

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.