sicnot

Perfil

Cultura

Escritora britânica Anita Brookner morre aos 87 anos

A escritora britânica Anita Brookner, reconhecida historiadora de arte e que ganhou um prémio Booker, morreu aos 87 anos, informou hoje o diário The Times.

Brookner conquistou o galardão literário Booker em 1984 com o romance "Hotel du Lac", um dos 25 livros que escreveu após uma destacada carreira como historiadora.

Segundo o jornal, a escritora morreu quando dormia no passado dia 10.

Nascida em Londres em 1928, Brookner escreveu vários livros sobre arte nos anos 1960 e 1970, centrando-se depois na ficção, sobretudo em temas que exploram o isolamento social através de protagonistas femininas.

"Foi uma escritora maravilhosa que tinha uma prosa lúcida e bonita. Foi um ícone do meu tempo", assinalou a escritora Jilly Cooper, famosa no Reino Unido devido aos seus romances românticos.

Filha de polacos judeus que ajudaram refugiados a escaparem da perseguição de nazis na II Guerra Mundial, Anita Brookner foi professora de arte na Universidade de Cambridge e também deu aulas no Instituto de Arte Courtauld.

O seu primeiro romance, "A start in life", foi publicado em 1981 e desde então escreveu quase um livro por ano. O último, "At the hairdresser's", saiu em 2011.

Além do romance com que ganhou o Booker, "Hotel do Lac", foram editados em Portugal outros livros da escritora como "Desconhecidos", "A Baía dos Anjos", "Visitas", "As Regras do Compromisso" e "Fraude".

Em 1990, a rainha Isabel II atribuiu-lhe a medalha de Comandante do Império Britânico.

Lusa

  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • "Não tenho que debater nada com Bruno de Carvalho, só tenho que fazer cumprir os estatutos" 
    10:43
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11