sicnot

Perfil

Cultura

Presidente da República felicita Manuel Alegre por Prémio Vida Literária

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou o escritor Manuel Alegre pela atribuição do Prémio Vida Literária, considerando que "marcou, como poucos, a literatura e a política do seu tempo".

(Arquivo)

(Arquivo)

LUSA

"Manuel Alegre marcou, como poucos, a literatura e a política do seu tempo. Praça da Canção e O Canto e as Armas conquistaram uma dimensão singular na poesia portuguesa: poemas empenhados, poemas de uma geração, passaram de mão em mão, muitas vezes em edições clandestinas. Muitos deles foram cantados pelos nomes cimeiros da canção de intervenção, tornando-se conhecidos de todos", refere a nota de felicitações publicada no site da Presidência da República.

O Prémio Vida Literária 2015/1016, dotado de 22.500 euros e promovido pela Associação Portuguesa de Escritores, foi atribuído na sexta-feira ao escritor Manuel Alegre.

"A direção, constituída em júri, como desde sempre nesta iniciativa, deliberou por unanimidade, considerando o longo percurso literário do autor, de um tempo prévio a 'Praça da Canção', à atualidade, [com] 'Uma outra memória'", um percurso "muito premiado e reconhecido pelos leitores e pela crítica, em termos que tornam inconfundível a sua presença de poeta, narrador, cronista, ensaísta, na esfera cultural do país" atribuir o galardão ao Manuel Alegre, lê-se no comunicado divulgado.

Na nota de felicitações, a Presidência da República lembra Manuel Alegre como "poeta da resistência", que continuou já em democracia a "publicar poemas que se mantêm fiéis a um diálogo intenso com a História".

"Uma vida cívica que foi sempre também uma vida poética", remata o texto de felicitações do Presidente da República.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.