sicnot

Perfil

Cultura

Divulgadas imagens da arma com que Kurt Cobain se suicidou

A polícia de Seattle divulgou fotos da arma usada por Kurt Cobain para se suicidar, há mais de 20 anos. Mike Ciesynski, detetive responsável do caso, surge nas imagens a segurar a espingarda de calibre 20, em diferentes ângulos. Desconhece-se ainda o motivo que levou à divulgação das imagens.

Seattle Police via AP

Seattle Police via AP

As fotos foram tiradas em junho de 2015, só foram colocadas nos ficheiros informáticos da polícia de Seattle no início deste mês e são agora tornadas públicas. Não se sabe porque é que a arma foi fotografada no ano passado e porque razão as fotografias são agora publicadas na Internet.

Em 2014, assinalam-se os 20 anos da morte do músico. Nessa altura, o caso foi revisto pelo detetive Ciesynski que considerou não existirem novas informações que viessem alterar o veredicto que sempre deu como certo o suicídio de Kurt Cobain.

No início de abril de 1994, com apenas 27 anos, o vocalista dos Nirvana, banda de referência do grunge, pôs fim à vida com um tiro de espingarda. O corpo foi encontrado no dia 8 desse mês. De acordo com a investigação, antes do disparo Kurt Cobain tinha consumido uma grande dose de heroína.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • "Toda a gente merece direitos iguais"
    0:14

    Mundo

    A polícia de Istambul montou cordões de segurança para dispersar a multidão que se juntou para a Marcha do Orgulho Gay, este domingo. O Governo proibiu a marcha por considerar que representa um risco para a segurança pública. Uma das ativistas fala numa decisão sem sentido, e diz que todas as pessoas merecem direitos iguais.

  • "Ela veio lá de fora e começou a atropelar as pessoas"
    0:43

    Mundo

    O atropelamento deste sábado em Newcastle, no Reino Unido, provocou pelo menos seis feridos. No local, as pessoas relatam momentos de pânico. Uma testemunha afirma que a condutora nunca perdeu o controlo do carro e que dirigiu intencionalmente contra a multidão.