sicnot

Perfil

Cultura

Realidade dos centros históricos varia nos diferentes pontos do país

Realidade dos centros históricos varia nos diferentes pontos do país

Assinala-se hoje o Dia Nacional dos Centros Históricos. Uma realidade que varia nos diferentes pontos do país, entre o aumento do turismo, a degradação dos edifícios e a falta de moradores. O turismo, por exemplo, revolucionou a vida no centro do Porto nos últimos anos. O número de turistas em Coimbra duplicou depois de a cidade ter sido classificada como Património da Humanidade. Já na Guarda os comerciantes queixam-se da falta de movimento no centro.

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02